pt_BR

Data: 22 de outubro de 2020

Local: www.abc.org.br/transmissao

A 17a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (17a SNCT) do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) vai de 19 a 23/10, realizada virtualmente. A Academia Brasileira de Ciências (ABC) está participando da SNCT com este webinário, cujo tema vai ao encontro do tema escolhido pelo MCTI: “Inteligência Artificial: A Nova Fronteira da Ciência Brasileira”.


INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL: TENDÊNCIAS, APLICAÇÕES, DESAFIOS ÉTICOS E SOCIAIS

A inteligência artificial (IA) é uma área de fronteira do conhecimento que traz novos desafios e uma janela de oportunidades para o Brasil. Do lado positivo, o país deve aprimorar a sinergia entre academia e empresas no desenvolvimento de soluções com IA, que traz inúmeras possibilidades, inclusive no combate à COVID-19. Dentre os desafios estão as fake news, a desinformação, a exclusão social e a discriminação, problemas de natureza econômica, tecnológica e social.

O país precisa de uma estratégia para o mundo digital. Como construir pontes de colaboração que possibilitem ao Brasil superar os desafios e obter a tão necessária competitividade econômica?

Para responder a essa e outras perguntas, a Academia Brasileira de Ciências convidou: Virgilio Almeida, Nivio Ziviani, Carolina Horta Andrade e Anderson da Silva Soares.

Os moderadores serão o presidente da ABC, Luiz Davidovich, e o Acadêmico e palestrante Virgilio Almeida.

 


Faça sua inscrição para receber seu certificado de participação!
Assista ao nosso webinário em: www.abc.org.br/transmissao.

A emissão do certificado de participação acontecerá em até 30 dias úteis.


 

SERVIÇO
Evento: WEBINÁRIOS DA ABC – CONHECER PARA ENTENDER ED. EXTRA | INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL: TENDÊNCIAS, APLICAÇÕES, DESAFIOS ÉTICOS E SOCIAIS
Data: 5ª feira, 22/10/2020
Hora: 16h (GMT-3)
Evento no Facebook: FanPage
Local: www.abc.org.br/transmissao

 


Perdeu os webinários da ABC anteriores? Assista aqui!


 

  • Virgilio Almeida
    Professor emérito do Departamento de Ciência da Computação da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e professor associado ao Berkman Klein Center, na Universidade de Harvard.  É membro titular da Academia Brasileira de Ciências (ABC), da Academia Nacional de Engenharia (ANE) e da Academia Mundial de Ciências (TWAS). Foi secretário nacional de Políticas de Informática do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (2011-2015). Vai abordar os avanços da inteligência artificial e seus desafios, tanto sociais quanto éticos.

  • Nivio Ziviani
    Professor emérito da UFMG e membro dos Conselhos de Administração da Kunumi, Parque Tecnológico de Belo Horizonte e Petrobras. É PhD em Ciência da Computação pela Universidade de Waterloo (Canadá), membro titular da Academia Brasileira de Ciências (ABC). Como pesquisador, atua nas áreas de algoritmos, recuperação de informação e inteligência artificial. Como empreendedor, fundou quatro empresas a partir de conhecimento gerado dentro do DCC/UFMG: Miner, adquirida pelo Grupo Folha/UOL em 1999; Akwan, adquirida pela Google Inc. em 2005; Neemu, adquirida pela Linx em 2015; e a Kunumi, fundada em 2016, voltada para pesquisa em IA aplicada ao negócio. Vai abordar o uso da inteligência artificial em tempos de pandemia.

  • Carolina Horta Andrade
    Professora associada da Faculdade de Farmácia da Universidade Federal de Goiás (UFG) e líder do Laboratório de Planejamento de Fármacos e Modelagem Molecular (LabMol). É coordenadora geral do projeto mundial OpenZika, em parceria com a IBM e outras instituições. Em 2014, recebeu o prêmio “Para Mulheres na Ciência”, da L’Oréal-Unesco-ABC, na área de Ciências Químicas e em 2015, o prêmio “International Rising Talents”, da Fundação L’Oréal e Unesco. É membro afiliado da ABC (2016-2020) e da e membro da Diretoria da Sociedade Brasileira de Química (SBQ). Vai tratar das aplicações da IA na descoberta de fármacos, incluindo COVID-19. A IA pode acelerar o processo, predizendo quais compostos devem passar para a fase de validação experimental.

  • Anderson da Silva Soares
    Professor do Instituto de Informática da Universidade Federal de Goiás (UFG). Fundador do laboratório Deep Learning Brasil, presidente da comissão de criação e atual coordenador do bacharelado em Inteligência Artificial da UFG. Desde 2019 é o diretor executivo do Centro de Excelência em Inteligência Artificial de Goiás (unidade Embrapii), cujo objetivo principal é o desenvolvimento de inovação e geração de valor a partir das teses e dissertações produzidas na universidade. Vai tratar das oportunidades de aproximação entre academia e empresas no desenvolvimento de soluções com inteligência artificial.