pt_BR

Data: 5 de março de 2018

Local: Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia | Brasília (DF)

A série de eventos promovidos pela ABC, que busca integrar acadêmicos e empresários, ganhou mais uma edição. Desta vez, sediada no Parque Estação Biológica da Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia (Cenargen), em Brasília, o encontro tratou da agricultura brasileira na bioeconomia emergente. A reunião aconteceu no dia 5 de março e contou com a participação de representantes de diferentes setores em painéis que discutiram as possibilidades para a bioeconomia e sua relação com a inovação tecnológica brasileira. Confira a matéria de cobertura do evento.

Dentre os palestrantes estavam Maurício Antônio Lopes, presidente da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa); Jorge Guimarães, diretor-presidente da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii); Márcio Miranda, diretor executivo, no exercício da Presidência, do Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE), organização social supervisionada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC); e o senador Jorge Viana (PT-AC).

Do lado empresarial, marcaram presença Elisabeth Farina, presidente da União de Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica), a maior organização representativa do setor de açúcar e bioetanol do Brasil; Paulo Hermann, presidente da John Deere Inova Máquinas, empresa especializada na produção de máquinas e equipamentos para agricultura, construção e indústria florestal; Rodrigo Santos, presidente da companhia de agricultura e biotecnologia Monsanto; e Jorge Espanha, diretor geral da Oxitec do Brasil, empresa que usa engenharia genética para controle de vetores e pragas que disseminam doenças e destroem culturas.

Em 2017, a série Academia-Empresa promoveu dois encontros. O primeiro deles, em São Paulo, tratou do fomento de pesquisa e desenvolvimento no setor químico. O segundo, aconteceu em Florianópolis, e abordou os desafios da inovação em fármacos no Brasil.