pt_BR

De: 15 de abril de 2024

Até: 17 de abril de 2024

Local: Rio de Janeiro e São Paulo

A Academia Brasileira Ciências vai receber três ganhadores do prêmio Nobel em abril, no Rio e em São Paulo. São eles Serge Haroche (2012, Nobel de Física), May-Britt Moser (2014, Nobel de Medicina) e David MacMillan (2021, Nobel de Química).

Este será o primeiro encontro presencial entre nobelistas e estudantes brasileiros convidados, assim como com formuladores de políticas públicas e empresários.

Diálogo Nobel Brasil 2024 será o terceiro evento da parceria entre a Academia Brasileira de Ciências e a Nobel Prize OutreachSaiba mais sobre os eventos anteriores aqui

O tema de 2024 é “Criando Nosso Futuro Juntos Com a Ciência”

INSCREVA-SE E DIVULGUE!!

QUEM SÃO OS NOBELISTAS

Serge Haroche, May-Britt Moser e David MacMillan
  • Serge Haroche é um físico francês, nascido em Casablanca, no Marrocos. Desde 2001 é professor de Física Quântica do Collège de France. Em 2012 foi laureado, juntamente com David Wineland, com o Prêmio Nobel da Física, “por métodos experimentais inovadores que permitem a medição e a manipulação de sistemas quânticos individuais”. Haroche é membro das Academias de Ciências da França e da Europa. É também membro estrangeiro da Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos, da Academia Americana de Artes e Ciências e das Academias de Ciências do Brasil, Colômbia, Rússia e Marrocos. É Doutor Honoris Causa do Weizmann Institute e das Universidades de Montreal, Patras, Strathclyde e Bar Ilan.
  • May-Britt Moser é psicóloga e neurocientista norueguesa, chefe do departamento do Centro de Computação Neural na Universidade Norueguesa de Ciência e Tecnologia. Foi agraciada com o Prêmio Nobel de Medicina em 2014, dividido com seu marido, Edvard Moser, e o britânico-americano John O’Keefe. Sua pesquisa busca compreender a base neuronal das funções cognitivas superiores e é focada em navegação espacial e memória, porque essas são funções cognitivas fundamentais que compartilhamos com todos os animais. Os artigos de Moser têm atraído interesse especial porque a representação espacial é uma das primeiras funções a serem caracterizadas em um nível mecanicista em redes neuronais, e habilidades de navegação comprometidas são um dos principais sintomas da doença de Alzheimer.
  • David MacMillan é um químico britânico, professor da Universidade de Princeton desde 2006. Em 2021 foi laureado com o Nobel de Química juntamente com Benjamin List “pelo desenvolvimento da organocatálise assimétrica”. Catalisadores são substâncias que aceleram reações químicas sem se tornarem parte do produto final, importantes para a habilidade dos químicos em construir moléculas. Em 2000, os dois pesquisadores desenvolveram um novo tipo de catálise que se baseia em pequenas moléculas orgânicas e tem tornado a química mais amigável ao meio ambiente. É utilizada, por exemplo, em pesquisa farmacêutica.

 


RIO DE JANEIRO | 15 DE ABRIL, 2ª FEIRA, 10h00-16h00
Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ)
Teatro Odylo Costa Filho| R. São Francisco Xavier, 524 – Maracanã, Rio de Janeiro – RJ


Como a ciência beneficia a sociedade e como a sociedade pode conseguir o melhor da ciência e dos cientistas? O Diálogo Nobel no Rio de Janeiro busca respostas para essas perguntas.

Pela manhã, serão discutidos o valor da ciência, como tornar a prática da pesquisa mais inclusiva e como se comunicar de forma mais eficaz com audiências diversificadas. Os debates interativos abordarão as responsabilidades dos cientistas, o papel das universidades e estratégias para a transição para um mundo mais sustentável.

À tarde, as discussões se concentrarão em como trabalhar melhor coletivamente, tanto dentro das instituições de pesquisa quanto entre diferentes disciplinas e setores, e os caminhos a serem seguidos pela ciência e pelos cientistas, analisando se existem estratégias mais apropriadas para direcionar nossos esforços e recursos para se obter o máximo da ciência e se criar o futuro que desejamos.


SÃO PAULO | 17 DE ABRIL, 4ª FEIRA, 10h00-12h00
Universidade de São Paulo (USP)
Auditório do Centro de Difusão Internacional, Av. Prof. Lúcio Martins Rodrigues, 310, Butantã, São Paulo – SP


Em uma série de conversas e debates moderados, os laureados com o Prêmio Nobel discutirão o que aprenderam com uma vida dedicada à ciência. Com a ajuda da audiência, eles abordarão o que é necessário para manter a curiosidade científica e enfrentar grandes questões, como superar os muitos contratempos enfrentados na pesquisa e como comunicar descobertas aos colegas, formuladores de políticas e ao público em geral.


SÃO PAULO | 17 DE ABRIL, 14h30- 16h30
Federação das Indústrias de São Paulo (Fiesp)

Apenas para convidados, envolvendo lideranças empresariais e governamentais, tomadores de decisão, setor acadêmico, agências de apoio à pesquisa e imprensa.

ACESSE A  PROGRAMAÇÃO