Português > Notícias > Uma alternativa para o tratamento da cistite


PRÊMIO L’ORÉAL-UNESCO-ABC 2009

Uma alternativa para o tratamento da cistite

  • Compartilhe:

Publicado em 25/09/2009

Doutora em Bioquímica Toxicológica pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) e pós-doutora na mesma área pela Universidade de Otago, na Nova Zelândia, Flavia Carla Meotti foi a ganhadora do Prêmio L’Oréal para Mulheres na Ciência 2009 na área de Ciências Biológicas, com o projeto "Envolvimento do receptor TRPA1 na hipersensibilidade da bexiga urinária".

A conquista do prêmio, segundo a professora da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), projetou sua pesquisa dentro da instituição, despertando o interesse de muitos alunos e mesmo professores em conhecer mais a fundo a importância e o conteúdo de seus estudos. Voltado para o desenvolvimento do bloqueio de um determinado receptor - TRPA 1 -, envolvido na transmissão sensorial, o trabalho da cientista tem como objetivo encontrar uma alternativa para o tratamento da cistite, doença inflamatória e/ou infecciosa da bexiga.

"O TRPA 1 é um canal iônico sensível a estímulos térmicos e químicos, que geram um processo que leva ao reconhecimento das sensações, principalmente a da dor, pelo sistema nervoso central. Tem, também, importante participação na reatividade da bexiga urinária, isto é, transmite ao cérebro a sensação de seu enchimento para posterior esvaziamento. Nossa hipótese é que o aumento da atividade deste canal iônico seja um dos principais responsáveis pela sensação de dor e desconforto durante processos de infecção urinária ou na cistite", explica a cientista, que sugere que o bloqueio deste canal por antagonista seletivo pode ser útil como terapia no tratamento da cistite.

Flavia Carla acredita que a premiação constitui um incentivo a projetos de pesquisa desenvolvidos por pesquisadoras em início de carreira que, muitas vezes, têm que concorrer com cientistas renomados para a aquisição de recursos destinados ao desenvolvimento de seus projetos."Esse prêmio representa um estímulo à minha carreira, construída ao longo de anos e que depende de grande empenho, esforço e dedicação", comenta a pesquisadora.

A cientista irá empregar parte do valor do prêmio na compra de material de consumo, como reagentes, drogas e primers, utilizados no estudo. Já outra parte será destinada a gastos com a publicação dos resultados, além da compra de equipamentos necessários ao desenvolvimento do projeto.




webTexto é um sistema online da Calepino