Português > Notícias > Simpósio de Ciências Matemáticas na ABC


Simpósio de Ciências Matemáticas na ABC

  • Compartilhe:

Publicado em 14/11/2012


Jacob Palis  e Hilário Alencar da Silva 

Coordenado pelo Acadêmico Hilário Alencar da Silva, presidente da Sociedade Brasileira de Matemática (SBM), o Simpósio de Ciências Matemáticas aconteceu em 5 de novembro no auditório da ABC e contou com a presença de três jovens cientistas e um pesquisador sênior expondo os avanços e perspectivas referentes às suas respectivas áreas de pesquisa.

O primeiro palestrante foi Augusto Quadros Teixeira, pesquisador do Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (IMPA) e recebedor de prêmios como a ETH Medal e o Prix dês Annales. Teixeira falou sobre a percolação, "a passagem de um líquido dentro de um meio poroso". Segundo ele, a percolação é importante não só na extração de petróleo, em que "o óleo tem que passar por pedras porosas para chegar à bomba", mas também no esforço de entender redes sociais e elétricas, entre outras situações nas quais é necessário passar alguma coisa de um lugar a outro. A inovação do seu estudo está na introdução da possibilidade de que um único obstáculo possa impedir essa passagem: "Normalmente, todo mundo estuda obstáculos que são pedrinhas pequenas ou pequenos agentes mal comportados, mas ninguém estuda grandes catástrofes, grandes pedras no caminho."

A apresentação do pesquisador do IMPA foi seguida pela do membro afiliado da ABC Daniel Pellegrino, que, esperançoso, disse desejar que sua palestra trouxesse à tona algo que as pessoas não sabiam que era feito no Brasil, atraindo matemáticos e cientistas de outras áreas para o estudo das constantes. De acordo com Pellegrino, "quanto menores essas constantes, melhores são os resultados". Para ele, o mais interessante no assunto é que, no ano de 2012, alguns resultados das pesquisas de constantes - que aparentemente possuíam aplicações puramente matemáticas - foram utilizados na física por um pesquisador em Cambridge, Inglaterra.

Assim como Pellegrino, visando a incentivar a integração de diferentes áreas da ciência, o terceiro conferencista, Thomas Lewiner, abordou a utilização de linguagem matemática geométrica ao invés de equações diferenciais nos computadores. Lewiner é professor associado do Departamento de Matemática da PUC-Rio e defende que, nos processos de simulação - em que o computador tenta traduzir a linguagem de uma equação física para a linguagem do computador - o uso de equações diferenciais não é nada adequado. "O computador vai cometer erros com certeza. Podem ser erros pequenos, que não vão mudar muito o resultado, mas algumas vezes são erros muito grandes."

O último palestrante, Yuan Jinyun, secretário regional da SBM e vice-presidente da Sociedade Brasileira de Matemática Aplicada e Computacional (SBMAC), discursou sobre a influência da matemática industrial no desenvolvimento econômico. O foco de sua exposição foi explicar a importância de integrar a matemática à indústria, buscando auxiliá-la na minimização de custos e aumento da produção, isto é, do lucro. Um dos fundadores do curso de graduação de matemática industrial na Universidade Federal do Paraná (UFPR), da qual é professor titular, Jinyun frisou a necessidade da criação de cursos não só de graduação, mas também de pós-graduação, na tentativa de romper o costume brasileiro de importar ao invés de desenvolver sua própria tecnologia.


(Ana Siqueira para Notícias da ABC)



webTexto é um sistema online da Calepino