Português > Notícias > Reunião Magna da ABC


Reunião Magna da ABC

  • Compartilhe:

Publicado em 16/02/2009

Além da comemoração pelo bicentenário do nascimento de Darwin, o ano de 2009 foi escolhido pela Unesco como o Ano Internacional da Astronomia (IYA2009, na sigla em inglês), pois é quando se comemoram 400 anos desde as primeiras observações telescópicas do céu feitas por Galileu Galilei.

De acordo com apresentação disponível no site do IYA 2009, desde o momento em que o telescópio foi dirigido pela primeira vez para os céus, ele tem sido um instrumento que nos mostra as nossas origens e o nosso destino, nos permitindo um olhar no passado ao mesmo tempo em que nos mostra, através do estudo das nebulosas planetárias, como será o nosso Sistema Solar no futuro.

Apesar dos notáveis esforços dos seus antecessores e contemporâneos, foi Galileu Galilei quem passou a ser amplamente considerado como um dos fundadores da astronomia moderna. As suas observações concisas de vários objetos astronômicos estabeleceram as bases para séculos de pesquisas.

Galileu construiu seu primeiro telescópio em 1609, e aperfeiçoou-o até alcançar um aumento de 20 x. Com esse novo telescópio, observou as montanhas da Lua, descobriu as quatro maiores luas de Júpiter, estudou as manchas solares e as fases de Vênus. Afirmou então que a existência das manchas solares demonstrava a rotação do Sol. Em 1610 publicou o Siderius Nuncius (Mensagem Celeste) com as descobertas que provam que, contrariamente ao sistema de Ptolomeu, existem corpos celestes que circundam outro corpo que não a Terra. Acumulou, portanto, grande quantidade de evidências em favor da teoria heliocêntrica, e escrevia em italiano para difundir ao público a teoria de Copérnico.

Para o presidente da ABC, Jacob Palis , tanto Galileu como Darwin revolucionaram a Ciência do seu tempo e dos tempos seguintes, dando novos focos às suas respectivas áreas científicas. O primeiro, rompendo com o paradigma de onde estamos, e o segundo mudando o conceito de quem somos. "Galileu e Darwin: luzes da ciência sobre onde estamos e o que somos foi o tema escolhido pela ABC para a Reunião Magna de 2009 para homenagear esses ousados revolucionários que deram nova luz a temas profundos do conhecimento humano", afirmou Palis.

Segundo o Acadêmico Diógenes de Almeida Campos, algumas descobertas científicas representam conceitos e idéias radicalmente novos, que rompem com os conhecimentos e os pensamentos anteriores. Galileu, em 1610, através da descoberta de que Júpiter possuía satélites, ampliou o conhecimento para além do nosso próprio planeta. "Provou, assim, que a Terra, onde estamos, não era um caso isolado entre os planetas do Sistema Solar. Dessa forma, ele transformou pontos luminosos que erravam pelo céu em lugares que passaram a estar ao nosso alcance", destacou o cientista.

Já a Teoria da Evolução, desenvolvida por Darwin, há 151 anos, é uma descoberta fundamental e importante para a biologia moderna, de acordo com Diógenes. "É a base da compreensão da história da vida na Terra e contribui para responder as solicitações da Medicina, Agronomia, Antropologia e Paleontologia, o que nos permite definir o que somos". Ele destacou que ambos os cientistas provocaram polêmicas violentas e acaloradas discussões em seu tempo, mas suas contribuições nortearam a direção do pensamento científico da humanidade.

"De acordo a diretoria da ABC, a Reunião Magna é o encontro mais importantes da Casa, não só do ponto de vista da tradição como do ponto de vista científico", disse a organizadora da logística do evento, Márcia Melo. Nesta ocasião, além de dar posse aos novos Acadêmicos eleitos, a ABC convida pelo menos dois cientistas de reconhecimento internacional para proferir Conferências Magnas e abre a oportunidade para jovens pesquisadores de grande talento, afiliados da ABC e da TWAS-Rolac, apresentarem seus trabalhos para a comunidade científica. Este ano, o evento será realizado entre os dias 5 e 7 de maio.

A astrônoma e Acadêmica Beatriz Barbuy coordenará o simpósio O Universo de Galileu e o de Hoje, e o vice-presidente da ABC para a Região Sul, Francisco Salzano , coordenará o simpósio Como mudou nossa visão do mundo - Darwin e a Origem das Espécies . As Ciências Sociais estarão representadas na mesa-redonda Evolucionismo e Ciências Sociais, coordenada pelo Acadêmico Gilberto Velho, visto que a sociedade como um todo, em suas respectivas épocas, foi afetada pelos novos paradigmas introduzidos por Galileu e Darwin.

Uma das Conferências Magnas será proferida pelo médico hondurenho Salvador Moncada, doutorado na Inglaterra, onde contribuiu para a descoberta do mecanismo de ação dos medicamentos compostos de ácido acetilsalisílico. Na University College London estabeleceu e dirigiu o The Wolfson Institute for Biomedical Research (posteriormente denominado de The Cruciform Project), um instituto voltado para pesquisa médica estratégica. Moncada tem publicado extensamente nas áreas de inflamação e pesquisa cardiovascular. É membro da Royal Society e do Royal College of Physicians, sendo também membro associado da National Academy of Sciences dos EUA. Recebeu o Prêmio Príncipe das Asturias para a Ciência e Tecnologia (Espanha), o Prêmio Amsterdam para Medicina, a Royal Medal of the Royal Society e a Gold Medal of the Royal Society of Medicine .


(com dados do site do Ano Internacional de Astronomia e do site do Instituto de Física da UFRGS)



webTexto é um sistema online da Calepino