Ciência Gera Conhecimento - [ Conheça ]

Português > Notícias > Oncocercose ameaça índios Yanomami


CIÊNCIA NA MÍDIA

Oncocercose ameaça índios Yanomami

  • Compartilhe:

Publicado em 8/03/2018

O membro titular da ABC e professor do Departamento de Genética do Instituto de Biociências da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) Francisco Mauro Salzano  é uma das fontes ouvidas em reportagem do site de divulgação científica, SciDev.net. A matéria aborda o sucesso do Programa de Eliminação da Oncocercose para as Américas (Oepa), que tem erradicado a doença parasitária por infecção de vermes em quatro dos seis países endêmicos na América Latina.

Colômbia, Equador, Guatemala e México foram os primeiros países a conseguirem a validação da eliminação da doença pela Organização Mundial da Saúde (OMS), ficando a incidência da doença restrita ao Brasil e à Venezuela, particularmente nas áreas Yanomami. Em artigo publicado pela revista International Health, os autores do Centro Carter dos Estados Unidos abordam os desafios para barrar a infecção nas áreas Yanomami do Brasil e da Venezuela.

Segundo o artigo, apesar de os países terem firmado um programa oficial em 2014, o maior desafio é a falta de atenção dos governos do Brasil e Venezuela ao programa e a falta de vontade política em resolver o problema. Membro titular da ABC, Francisco Mauro Salzano tem conhecimento da introdução da oncocercose entre os Yanomamis e já realizou, inclusive, trabalho de campo entre eles. Para Salzano, o fato de os Yanomamis serem seminômades pode estar fazendo com que a doença se torne endêmica na área, já que há o contato dos nativos tratados com os que não são tratados.

Confira a reportagem completa aqui.


(Washington Castilhos para o no Scidev.net, 07/03/2018)



webTexto é um sistema online da Calepino