WEBINÁRIOS DA ABC | CONHECER PARA ENTENDER | Ed.29
DESAFIOS PARA O FUTURO DA ECONOMIA: BRASIL NA ENCRUZILHADA
DIA 24/11, 3ª FEIRA, ÀS 14H (GMT-3)

Desde a década de 1980, a economia brasileira vem enfrentando desindustrialização e quase estagnação.  A política de austeridade implementada desde 2015 não tem conseguido ativar a confiança dos agentes privados e recuperar as taxas de crescimento. Com um cenário global de profunda recessão causada pela pandemia de COVID-19, os países em desenvolvimento estão sofrendo impacto particularmente grave, uma vez que dependem de moedas internacionais. As autoridades monetárias brasileiras já anunciaram o retorno das políticas de austeridade no pós-pandemia. Será esta iniciativa capaz de restaurar a já abalada confiança dos agentes econômicos em produzir a retomada do crescimento?

Para debater estas questões, a Academia Brasileira de Ciências convidou:

Bresser-Pereira, Daniela Prates e Carmem Feijo

Luiz Carlos Bresser-Pereira
Professor Emérito da Fundação Getúlio Vargas, editor da Revista de Economia Política e membro fundador da Comissão Arns (Comissão de Defesa dos Direitos Humanos Dom Paulo Evaristo Arns). Foi ministro da Fazenda (1987) e ministro da Administração Federal e Reforma do Estado (1995-98). Desde 2001 ele e seus associados estão construindo a economia política e a macroeconomia do Novo Desenvolvimentismo. Vai abordar a causa estrutural do fraco desempenho da economia brasileira.

Daniela Magalhães Prates
Oficial Sênior de Assuntos Econômicos na Divisão de Financiamento de Desenvolvimento e Dívida da Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (Unctad). Suas principais áreas de pesquisa são economia internacional e macroeconomia aberta com foco em questões monetárias e financeiras e países em desenvolvimento. Vai falar sobre os canais de transmissão pelos quais o choque da COVID-19 afetou a economia brasileira.

Carmem Feijo
Professora titular da Universidade Federal Fluminense (UFF). Pesquisadora do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e coordenadora do Grupo de Estudos em Finanças e Desenvolvimento da UFF. Foi vice-presidente da Associação Keynesiana Brasileira (2018-19). Vai tratar da situação da economia brasileira, que entra na crise causada pela COVID-19 sem ter se recuperado da recessão de 2015-2016.

As boas-vindas aos participantes foram dadas pelo presidente da ABC, Luiz Davidovich, e o presidente da Accademia Nazionale dei Lincei, Giorgio Parisi.

A moderadora foi Maria Cristina Marcuzzo, professora de economia política na Universidade de Roma “La Sapienza”, Itália, e membro da Academia Italiana de Lincei. Trabalhou com teoria monetária clássica, na Cambridge School of Economics, e economia keynesiana.


Perdeu? Quer rever? Acesse e veja todos os webinários da ABC em https://www.abc.org.br/atuacao/nacional/coronavirus/webinarios/assista-aqui-webinarios-abc/