Paulo Arruda

Paulo Arruda
Id 422
Nome Científico Arruda, P.
E-mail parruda@unicamp.br
Profissão Biólogo
Área de Especialização Ciências Agrárias
Categoria Titular
Data de ingresso na ABC 14/06/2000

Nascimento

Data 00/00/0000
Cidade Santa Gertrudes
Estado/Província São Paulo , SP
Pais Brasil

Endereço

Rua Marquês de São Vicente, 225
Gávea - Campinas - SP - 22453-900 - Brasil

Pesquisas

Seqüenciamento genômico.
Regulação da expressão gênica.
Engenharia genética de plantas.

Títulos

Professor adjunto (Genética) - Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP - 1999.

Biografia

Formado em Biologia em 1976, na Universidade Católica de Campinas, foi contratado pelo Departamento de Genética e Evolução, IB, UNICAMP como Professor MS-1, onde iniciou pesquisa em Genética Fisologica/Bioquímica. Fez mestrado e doutorado em Ge-nética na UNICAMP, (1977 a 1982) e pós-doutorado no Biochemistry Department, Rothamsted Experimental Station, Inglaterra (1982/1983). De volta ao Brasil em março de 1983 iniciou um grupo de pesquisas em biologia molecular de plantas, tema até então inci-piente na pesquisa vegetal no Brasil. O grupo se consolidou e hoje atua em várias linhas de pesquisa incluindo a regulação da biossíntese de amino ácidos e proteínas de reserva em sementes, termoregulação em plantas, regulação por fitohormonios e sequenciamento genômico. Seus trabalhos sobre o metabolismo de amino ácidos tiveram grande repercussão internacional e serviram como base para o desenvolvimento de plantas ricas em lisina, área de grande interesse na biotecnologia para o desenvolvimento de alimentos funcionais. Os trabalhos sobre a regulação da expressão dos genes que codificam proteínas de reserva, permitiu o desenvolvimento de um sistema de expressão de proteínas de heterólogas em sementes de plantas transgênicas. Trata-se de trabalho pioneiro de "molecular farming" realizado fora dos Estados Unidos, Europa e Japão. A partir de 1987, coordenou a implantação do Centro de Biologia Molecular e Engenharia Genética (CBMEG) da UNICAMP, criando grupos de pesquisa em biologia molecular principalmente na área de pesquisa vegetal. O CBMEG, é hoje um centro de referência para a pesquisa em biologia molecular de plantas. O laboratório de biologia molecular de plantas, sob sua liderança possui hoje cerca de 30 pesquisadores e estudantes trabalhando em pesquisa básica e aplicada voltadas a biotecnologia vegetal. Participou da organização do Programa Genoma Fapesp, contribuindo com a implantação da rede ONSA para o seqüenciamento do genoma da bactéria Xyllela fastidiosa. Nesse projeto coordenou um dos laboratórios centrais responsáveis pelo treinamento dos laboratórios de sequenciamento. Posteriormente passou a coordenar o Projeto Genoma da Cana de Açucar (SUCEST). Formado por uma rede de 28 laboratórios, localizados em Universidades e Institutos de Pesquisa de São Paulo o projeto SUCEST pretende identificar cerca de 50.000 genes da cana e estudar o papel funcional dos mesmos.
Alem das atividades de pesquisa e ensino a nível de graduação e pós-graduação coordena também um grupo de Educação em Ciências. Com apoio da Fundação VITAE o grupo atua na atualização de estudantes e professores secundaristas da rede pública da região de Campinas.

Comissões

Comitê de especialistas em biotecnologia de plantas - FAO - 1989.
Grupo Técnico (GT) de Biotecnologia do PADCT - 1988/1992.
Comitê Assessor (CA) do CNPQ na área de Genética - 1992/1995.
Comissão de Coordenação do Programa GENOMA/FAPESP - 1997-2000.

Prêmios

Condecorações

Comendador da Ordem Nacional do Mérito Científico - Presidência da República do Brasil - jul/2000

Grã-cruz - Ordem Nacional do Mérito Científico - dez/2010

Prêmios

Prêmio "Zeferino Vaz" de Reconhecimento Acadêmico - Universidade Estadual de Campinas - 1998


webTexto é um sistema online da Calepino