pt_BR

David Henry Peter Maybury-Lewis

David Maybury-Lewis graduou-se em Línguas e Literatura na Universidade de Cambridge, fez seu Mestrado em Ciências Sociais na Universidade de São Paulo e seu Doutorado em Antropologia na Universidade de Oxford. Desde 1960 ele tem lecionado na Universidade de Harvard, onde ele agora ocupa a posição de Professor Edward C. Henderson de Antropologia. Ele foi Chefe do Departamento de Antropologia de 1973 a 1981.
Ele tem tido uma longa relação com a América Latina e particularmente com o Brasil. Ele e sua mulher já fizeram várias expedições de campo às populações indígenas do Brasil, assim como também fizeram pesquisas sobre os problemas das mudanças sociais e desenvolvimento do país. David Maybury-Lewis ajudou a lançar novos programas de Antropologia Social nas Universidades do Rio de Janeiro e Brasília e um novo programa de Ciências Sociais na Universidade de Recife.
Em 1972, ele e a sua mulher fundaram Cultural Survival, uma organização que defende os direitos de sociedades indígenas no mundo todo. Ele tem sido o presidente da Cultural Survival desde então. Nessa conexão ele tem trabalhado intensivamente em estratégias de desenvolvimento alternativas que protegem tanto o ambiente, quanto os direitos humanos de populações minoritárias. Ele tem trabalhado para mudar as políticas dos bancos multilaterais de desenvolvimento e dirige atualmente o Programa de Sanções Pacíficas e Sobrevivência Cultural no Centro para Assuntos Internacionais na Universidade de Harvard.

Andrew John George Simpson

Andrew John George Simpson nasceu em Newcastle-under-Lyme (Inglaterra) em 1954. Graduou-se em Bioquímica na Universidade de Birminghan em 1977 e concluiu seu doutorado na área de Bioquímica de Shistosoma mansoni em 1980 no National Institute for Medical Research, Mill Hill em Londres. No ano de 1983 terminou seu Pós-Doutorado na área de Imunologia e Biologia Molecular do Shistosoma mansoni no National Institute of Health nos Estados Unidos. Em 1983, voltou para o National Institute for Medical Research como pesquisador na Divisão de Parasitologia e foi contratado em 1986 como Pesquisador permanente.
Em 1990, foi convidado pelo Centro de Pesquisas René Rachou em Belo Horizonte para fazer parte de seu staff como Pesquisador visitante, sendo que em 1992 passou a ser Pesquisador associado deste Centro onde formou o Laboratório de Biologia Molecular.
No ano de 1995, iniciou suas atividades no Instituto Ludwig de Pesquisas sobre o Câncer em São Paulo onde desempenha até hoje a chefia do Laboratório de Genética de Câncer, como Associate Member do Instituto. De 1998 a 2000 foi Coordenador de DNA do Projeto de Sequenciamento do Genoma da Xylella fastidiosa da FAPESP que foi concluído com sucesso no início de 2000 e que constituiu o primeiro genoma com mapeamento sequenciado no hemisfério sul e o primeiro genoma de um fitopatógeno a ser sequenciado em todo o mundo. Atualmente é Coordenador do Projeto Genoma do Câncer Humano do Instituto Ludwig/FAPESP.
Suas publicações incluem 15 capítulos em livros e 186 publicações em revistas científicas, sendo a grande maioria em periódicos internacionais. Orientou 22 teses, sendo 12 de mestrado e 10 de doutorado.
Em fevereiro de 2000 recebeu do Governo do Estado de São Paulo o Mérito Científico e Tecnológico pela contribuição como coordenador do Projeto de Sequenciamento Genético da Xylella fastidiosa da FAPESP. Por este trabalho, recebeu também o agradecimento pessoal do Presidente Fernando Henrique Cardoso, em Brasília.
No período de 1996 até 1998, foi membro da Comissão Nacional de Biossegurança (CTNBio). Desde sua vinda para o Brasil tem participado como consultor de várias agências de fomento, como FAPESP, CNPq, FINEP e CAPES.
Em fevereiro de 2000 recebeu o Mérito Científico e Tecnológico (Governo do Estado de São Paulo) pela contribuição no Projeto de Sequencimanto Genético da Xylella fastidiosa.
Em agosto de 2000, foi admitido na “Ordem Nacional do Mérito Científico” – Classe Grã-Cruz.
Em Dezembro de 2000, assumiu a coordenação do Projeto Genoma Nacional (CNPq).
Em março de 2001, organizou Brazilian International Genome Conference que foi realizado em Angra dos Reis, RJ, no período de 26 a 29 de março.
Andrew Simpson é casado com Catarina (née Cançado) desde 1993 e tem 3 filhos, Leila com 17 anos, Victoria com 5 anos e William com 3 anos.

William Robert Phillips

Prof Emérito de Medicina de Família e ex-Professor Clínico de Serviços de Saúde e Epidemiologia, Universidade de Washington, Seattle. Seus interesses de pesquisa se concentram em: cuidados primários, medicina preventiva, EBM, avaliação de tecnologia, edição de periódicos, sofrimento, humanidades médicas, educação médica e orientação. Ele atuou como editor, Annals of Family Medicine; ex-presidente do NAPCRG (North American Primary Care Research Group); e membro do USPSTF, ACIP, Medicare Evidence Advisory Panel.

Michael Ellis Fisher

Foi um físico, químico e matemático inglês. Conhecido por diversas contribuições na física estatística, incluindo sua teoria de transição de fase, pela qual ganhou várias homenagens. Doutor no King’s College de Londres, onde obteve o doutorado em física no ano de 1957. Tornou-se professor pela mesma universidade no ano seguinte. Em 1966, migrou para a Universidade Cornell, onde se tornou professor de química, física e matemática, sendo o chefe do departamento de química no período de 1975 a 1978. Em 1971, se tornou membro da Royal Society.

John Graham Maisey

Possui doutorado em Zoologia e Anatomia Comparada pela University College London (1974). Tem experiência na área de Geociências, com ênfase em Geologia. 

teste