Com o objetivo de criar um documento com propostas de políticas públicas para acelerar o desenvolvimento e a produção de vacinas em geral, a Academia Brasileira de Ciências criou em 2021 um  grupo de trabalho sobre vacinas, coordenado pelo Acadêmico Mauro Martins Teixeira, vice-presidente da ABC para a região Minas Gerais e Centro-Oeste.

Em 13 de abril de 2021, o Grupo de Trabalho divulgou o documento Vacinas para o Brasil, que expõe o cenário atual do parque de desenvolvimento científico e do desenvolvimento industrial e lista recomendações amplas de políticas públicas na esfera nacional.

As propostas englobam desde a formação de pessoal até a construção de ambiente propício para a criação de empresas nacionais, públicas e privadas, assim como parcerias com instituições internacionais, de modo a produzir em escala as vacinas que serão consumidas pela população.

Em 2013, o grupo de trabalho na área temática de Imunobiológicos e Indústria coordenado pelos Acadêmicos Jorge Elias Kalil Filho, Marcello André Barcinski e Ricardo Tostes Gazzinelli resultou na realização do simpósio Produção de Vacinas no Brasil: Problemas, Desafios e Perspectivas Estratégicas, realizado em 16 e 17 de dezembro daquele ano, na sede da ABC, no Rio de Janeiro. 

 

8/2/2021
Instauração do Grupo de Trabalho. Definição de objetivos, com a presença do presidente da ABC, Prof. Luiz Davidovich. Apresentação dos membros do grupo.

15/2/2021
Debate sobre o sistema brasileiro de laboratórios.

1/3/2021
Debate sobre as atuais políticas públicas de incentivo à pesquisa.

8/3/2021
Debate sobre as incubadoras de empresas e start-ups.

11/3/2021
Apresentação e debate com a presença do Prof. Andrew Pollard, convidado especial do Oxford Vaccine Group.

29/3/2021
Apresentação da primeira versão do documento de recomendações da ABC.

13/4/2021
Divulgação do documento chamado “Vacinas para o Brasil”. Acesse o documento, clicando aqui.

GT Imunobiológicos e indústria:

16 e 17/12/2013

Simpósio Produção de Vacinas no Brasil: Problemas, Desafios e Perspectivas Estratégicas
Realizado na sede da ABC, no Rio de Janeiro

Em 2013, a Academia Brasileira de Ciência (ABC) criou um grupo de trabalho, coordenado pelos Acadêmicos Jorge Elias Kalil Filho, Marcello André Barcinski e Ricardo Tostes Gazzinelli, com o objetivo de organizar uma atividade na área temática de Imunobiológicos e Indústria.

Em 16 e 17 de dezembro de 2013, a ABC realizou, em parceria com a Academia Nacional de Medicina (ANM), o simpósio “Produção de Vacinas no Brasil: Problemas, Perspectivas e Desafios Estratégicos”, no Rio de Janeiro. Os debates do simpósio abrangeram desde a pesquisa básica até programas nacionais de saúde pública e imunização, normas regulatórias e problemas de produção, envolvendo pessoas com diferentes visões e formações.

Já em 2021, a Academia Brasileira de Ciências, motivada pela pandemia de COVID-19, voltou a mobilizar um grupo de trabalho nessa área, agora com o tema Vacinas e sob a coordenação do vice-presidente da ABC para a região Minas Gerais e Centro-Oeste, Mauro Martins Teixeira. O objetivo é criar um documento com propostas de políticas públicas para acelerar o desenvolvimento e a produção de vacinas em geral. O documento deve expor o cenário atual do parque de desenvolvimento científico e do desenvolvimento industrial e listar recomendações amplas de políticas públicas na esfera nacional.

A ideia é propor políticas que englobem desde a formação de pessoal até a construção de ambiente propício para a criação de empresas nacionais, públicas e privadas, assim como parcerias com instituições internacionais, de modo a produzir em escala as vacinas que serão consumidas pela população.

Em 13 de abril de 2021, o Grupo de Trabalho divulgou um documento chamado “Vacinas para o Brasil”. Acesse o documento, clicando na imagem abaixo.

 

 

Foto da reunião do dia 11/3/2021, com o convidado Prof. Andrew Pollard

Contribuições dos integrantes do grupo na mídia:

CÉLIO LOPES SILVA | O GLOBO | 26/3/2021
Coordenador diz que pesquisa da Versamune poderia estar adiantada ses financiamento fosse mais ágil

RICARDO GAZZINELLI | O GLOBO, 26/3/2021
Nova vacina do Butantan contra COVID-19 tem tecnologia conhecida, mas prazo ainda incerto

JORGE KALIL | VEJA, 30/3/2021
No Senado, governo diz que duas novas vacinas nacionais estão avançadas

GT Imunobiológicos e Indústria:

Fotos do Simpósio Produção de Vacinas no Brasil: Problemas, Desafios e Perspectivas Estratégicas, realizado em 16 e 17 de dezembro de 2013, na sede da ABC, no Rio de Janeiro, no Facebook da ABC.