pt_BR
Ciências Sociais | MEMBRO TITULAR

Wanderley Guilherme dos Santos

(SANTOS, W.G.)

13/10/1935
Brasileira
03/06/2002

Neto de portugueses por parte materna e mestiço pela linha paterna, incluindo, em épocas diferentes, brancos, índios e negros, freqüentou sempre pequenos colégios particulares até o fim do, então, ginasial, transferindo-se, durante o científico, para o Instituto LaFayette, e terminando-o no Colégio Frederico Ribeiro, em 1954.
Aprovado, em 1955, para a graduação em filosofia da, à época, Faculdade Nacional de Filosofia. Convidado, ao final do curso, em 1958, para iniciar carreira de assistente pelos responsáveis pelas três grandes áreas do departamento: Eduardo Prado e Mendonça (Filosofia Geral), Álvaro Borges Vieira Pinto (História da Filosofia) e Newton Campos (Psicologia), terminou por não ingressar na carreira por razões extra-acadêmicas. Pesquisando a história do pensamento filosófico nacional, sob a orientação de Álvaro Borges Vieira Pinto, ao qual sucedeu como chefe do Departamento de Filosofia do Instituto Superior de Estudos Brasileiros (extinto em 1964), interessou-se pelo pensamento político-social brasileiro, e, em breve, pelas disciplinas sociais, em geral, transferindo-se para o programa de doutoramento em Ciência Política da Universidade de Stanford, onde concluiu estudo e tese sob a orientação de um comitê constituído por Robert Packenham, Heinz Eulau e Gabriel Almond. Desde então, mantendo o antigo interesse pela história do pensamento político social brasileiro, investiga, comparativamente, a emergência do sistema democrático ocidental, as condições de crise política e, também, os processos de competição eleitoral e renovação parlamentar. Já participou de corpos editoriais de revistas internacionais (Government and Opposition) e orientou aproximadamente 20 teses e dissertações. Está aparentemente associado à Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais e à Associação Brasileira de Ciência Política, tendo sido membro fundador de ambas.