Português > Notícias > Na matemática, a saída para uma vida melhor


Na matemática, a saída para uma vida melhor

  • Compartilhe:

Publicado em 5/09/2017

Natural de Belém, nascido numa família de cinco irmãos, José Nazareno Vieira Gomes  aprendeu desde cedo que só os estudos o levariam a uma vida melhor. Hoje, é professor adjunto da Universidade Federal do Amazonas (Ufma) e recém-diplomado membro afiliado da Academia Brasileira de Ciências (ABC) pela vice-presidência regional Norte. Gomes se prepara para cursar o segundo pós-doutorado, agora na Universidade Lehigh, nos EUA, com início previsto para agosto de 2017.

Quem vê de longe a brilhante carreira do matemático talvez não se dê conta que, além do gosto pelos números, José precisou desenvolver outras qualidades, como a dedicação e a perseverança. Durante a adolescência, ele conciliava a jornada de trabalho como atendente na sorveteria do pai com os estudos. "Eu ficava o dia todo trabalhando. Só saía para a escola e voltava. Eu estudava debaixo do balcão. Quando vinha alguém, parava e atendia", conta ele, que seguiu nessa rotina dos 12 aos 17 anos de idade.

José Gomes conta que ficava constantemente pensando em como sair daquela situação. Um dia, num ônibus bem lotado, pensou que se dominasse a matemática e o português, conseguiria alcançar "o que a mãe esperava dele". Investiu seu tempo nesse objetivo, tendo como principal motivação dar uma vida melhor para a família.

Apenas ele e o caçula fizeram faculdade. Um de seus irmãos, o mais próximo, faleceu aos 31 anos de idade, assassinado durante um assalto. A tragédia familiar se transformou em mais um estímulo para mudar de vida. "Nós éramos muito próximos, estudamos juntos por quatro anos consecutivos, da 5ª à 8ª série. Isso tudo só aumentou a minha perseverança e gana pelo aprendizado", afirma.

Gomes diz que sua mãe sempre foi sua maior incentivadora. "Embora tenha cursado só o primário, ela sabia que o caminho para a mudança estava nos estudos. Sempre nos dizia que tínhamos que estudar. Ela foi e é até hoje o meu modelo de pessoa. Honesta, humilde, trabalhadora e honrada", diz.

E as dificuldades enfrentadas pelo jovem matemático foram muitas. Após iniciar a graduação na Universidade Federal do Pará (UFPA), ele precisou interromper os estudos, pois não tinha recursos para se manter. A saída encontrada foi atrasar o sonho da graduação e seguir na carreira miliar. Como sargento do Exército brasileiro, José conseguiu retomar o curso de matemática três anos depois.

Em meio às atividades como militar, ele tentava seguir com a vida acadêmica. Após quase dez anos no Exército, desligou-se das funções para, então, se dedicar integralmente aos estudos. Do mestrado na Ufam para o doutorado na Universidade Federal do Ceará (UFC) e o pós-doutorado na Universidade de São Paulo (USP), o matemático dedica-se hoje aos estudos de uma variedade Einstein na geometria diferencial. "É um objeto geométrico que foi nomeado assim por ter uma condição específica, equivalente a ser solução de uma equação estudada por Albert Einstein . Um dos interesses em variedade Einstein está nas suas muitas aplicações na física matemática. Atualmente trabalho na construção de tipos particulares delas - os chamados sólitons de Ricci e quase sólitons de Ricci", explica.

Como novo membro da ABC, José Gomes quer contribuir, ainda mais, para a promoção da ciência no Brasil, seja através de publicação de artigos, da formação de recursos humanos como da parceria com pesquisadores de diferentes regiões do país e do mundo. "Cabe lembrar que temos um único curso de doutorado em matemática na região Norte do Brasil, que funciona em associação ampla entre a UFPA e a Ufam. Agora esse importante curso conta com um membro afiliado em seu quadro de professores permanentes", arremata ele, orgulhoso.


(Ascom ABC)


Notícias


Rua Anfilófio de Carvalho, 29/3º
Centro - Rio de Janeiro - RJ - Brasil
Cep: 20030-060

[+55] (21) 3907-8100

[+55] (21) 3907-8101

Fale conosco

webTexto é um sistema online da Calepino