Missão

A Academia Brasileira de Ciências (ABC), fundada em 1916, é uma entidade independente, não governamental e sem fins lucrativos, que atua como sociedade científica honorífica e contribui para o estudo de temas de primeira importância para a sociedade, visando dar subsídios científicos para a formulação de políticas públicas. Seu foco é o desenvolvimento científico do país, a interação entre os cientistas brasileiros e destes com pesquisadores de outras nações.

A ABC recebe contribuições de seus membros individuais e corporativos e apoio financeiro de agências governamentais. Com um quadro atual de pouco mais de 700 membros no total, a Academia Brasileira de Ciências é uma das mais antigas associações de cientistas no país e reconhecidamente a mais prestigiosa dessas entidades.


Missão institucional

  • Reconhecer e estimular - por meio de rigoroso processo de seleção entre os pares - o ingresso em seus quadros dos mais importantes pesquisadores brasileiros que, pela liderança que exercem no avanço das atividades científicas e tecnológicas do País, podem ser considerados os representantes mais legítimos da comunidade científica nacional.
  • Identificar e estimular jovens com grande potencial para Ciência, promovendo a eleição anual de jovens pesquisadores de notável talento, originários de todas as regiões do país, que se tornam Membros Afiliados da Academia por um período limitado.
  • Representar a comunidade científica brasileira, nacional e internacionalmente, visando a implementação de uma política de Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I) que promova o desenvolvimento da Ciência em benefício da sociedade.
  • Promover a mobilização da comunidade científica para que ela atue junto aos poderes constituídos, visando o avanço científico e tecnológico nacional e o incentivo à inovação.

Ações da ABC

As funções tradicionais das Academias de Ciências, em todo o mundo, vêm progressivamente evoluindo. Hoje se espera que elas contribuam de modo efetivo na promoção de estudos científicos que contribuam para embasar políticas nacionais em temas importantes para o País em CT&I.

Essa tarefa vem sendo realizada pela ABC, crescentemente, desde o início da década de 90, quando passou a interagir com o governo federal e suas agências, por meio da proposição de novos programas e ações, na identificação de prioridades de pesquisa em diversos temas de interesse nacional, voltados para o desenvolvimento econômico e o bem estar da população brasileira.

As atividades da ABC contemplam várias ações que abrangem a realização de seminários e workshops, nacionais e internacionais e a produção de documentos. Além disso, procura acompanhar as principais ações dos poderes Legislativo, Executivo e Judiciário, tanto na execução da Política Nacional de CT&I (PNCT&I), quanto por meio do provimento da fundamentação científica necessária à formulação de políticas públicas e à tomada de decisões. Merece especial ênfase a atuação internacional da Academia, em parceria formal com o Ministério das Relações Exteriores (MRE).

Dentre as políticas setoriais que apresentam uma interface mais significativa com a política de CT&I, destaca-se a Política Educacional, em particular no que se refere a formação de competência nas áreas de fronteira do conhecimento e a busca de embasamento científico com vistas à criação de soluções para os entraves que se apresentam ao processo de aprendizagem. Outras políticas setoriais, como as de Saúde, Agrária, Ambiental, a Política Externa e a de Integração Regional, assim como as políticas Industrial, de Inovação e de Infraestrutura também têm relações de grande importância com a política de CT&I.

A Academia publica dois periódicos (Anais da Academia Brasileira de Ciências e Pesquisa Antártica Brasileira) e um boletim eletrônico semanal (Notícias da ABC), organiza eventos científicos, desenvolve programas e grupos de estudo e mantém intercâmbio com academias científicas estrangeiras, bem como com outras organizações nacionais e internacionais. Essas atividades, voltadas para a promoção da ciência, disponibilizam recursos para a sociedade acadêmica e geram um grande número de documentos, prêmios e publicações.

Com o objetivo principal de promover a qualidade científica e o avanço da Ciência brasileira, a ABC tem como característica fundamental seu caráter supra-institucional e a diversidade de áreas de interesse de seus membros. Estas credenciais a qualificam para discutir e propor novas soluções para questões científicas e sócio-econômicas que requeiram uma abordagem multidisciplinar, sua mais importante missão para o futuro.




Rua Anfilófio de Carvalho, 29/3º
Centro - Rio de Janeiro - RJ - Brasil
Cep: 20030-060

[+55] (21) 3907-8100

[+55] (21) 3907-8101

Fale conosco

webTexto é um sistema online da Calepino