O Conselho Internacional de Ciência (ISC, na sigla em inglês) foi criado em 2018 como resultado de uma fusão entre o Conselho Internacional de Associações Científicas (ICSU, na sigla em inglês) e o Conselho Internacional de Ciências Sociais (ISSC, na sigla em inglês), sendo uma organização não-governamental que representa tanto as ciências naturais, quanto as ciências sociais. Trata-se de uma entidade que reúne associações científicas internacionais e mais de 140 organizações científicas nacionais e regionais, incluindo Academias e conselhos de pesquisa.

Com uma ampla gama de programas, redes e comitês internacionais de pesquisa, as atividades do ISC  abrangem uma série de questões temáticas e aconselhamento científico para governos. O Conselho reúne os conhecimentos científicos e os recursos necessários para liderar a catalisação, incubação e coordenação de ações internacionais impactantes em questões de grande importância científica e pública.

O ISC é liderado por um Conselho Diretor, que fornece governança científica e estratégica para a organização, e é assessorado em aspectos-chave de seu trabalho por vários órgãos consultivos. O atual Conselho Diretor do ISC foi eleito para um mandato de três anos (2018-2021) e conta com Elisa P. Reis, membro titular da ABC, na posição de vice-presidente para a área de ciências sociais.

Além de uma sede principal, localizada em Paris (França), o Conselho possui escritórios regionais para a África e para a Ásia e o Pacífico. O escritório regional para a América Latina e o Caribe foi fechado em 2019 – inaugurado e sediado pela ABC entre 2007 e 2010, o escritório transferiu-se para a Cidade do México (México – 2010-2016) e, então, para San Salvador (El Salvador – 2016-2019), antes de encerrar suas atividades.

Para acompanhar a participação da Academia Brasileira de Ciências no ISC, acesse os Relatórios de Atividades da ABC.