Abertura da Reunião Magna da ABC 2017

  • Compartilhe:

Publicado em 16/05/2017


Na manhã de 8 de maio, no auditório do Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro, o presidente da Academia Brasileira de Ciências (ABC) Luiz Davidovich abriu o grande evento anual da ABC falando sobre o ethos da Academia: fazer ciência e divulgar a ciência feita no Brasil.

"A ABC foi fundada em 1916 voltada para a ciência pura. E é esta que deriva nas aplicações e na tecnologia que servem à humanidade. É como a planta que gera uma flor: a ciência básica gera a ciência aplicada. Teremos aqui vários exemplos de conquistas da ciência brasileira, de projetos que deram certo e que serviram à sociedade", destacou Davidovich.

O tema escolhido em 2017 foi Um Projeto de Ciência para o Brasil (PCBR). Davidovich remeteu-se a todo o trabalho realizado com os Estudos Estratégicos já publicados, no decorrer de gestões anteriores, originados do trabalho de grupos de estudo sobre diversos assuntos de interesse da sociedade, disponíveis gratuitamente no site da ABC. Explicou então o como está sendo construído o PCBR. "São 14 grupos de estudo nas mais diferentes áreas multidisciplinares que reúnem mais de 100 pesquisadores brasileiros de excelência, entre membros da ABC e convidados." Os vários grupos já entregaram documentos provisórios, que serão levados à discussão entre os coordenadores dos grupos e será então elaborado um documento semifinal, ao qual todos os Acadêmicos terão acesso e oportunidade de contribuir antes da divulgação para o público e para a mídia. "Agradeço ao Jerson Lima Silva e ao José Galizia Tundisi que coordenam este projeto, gerenciando esse grande número de pesquisadores, e também esta reunião, que reflete o projeto. É uma grande mobilização, inédita na ABC. Teremos oportunidade, neste encontro, de avaliar a situação de crise que vive o Brasil e, certamente, adotar uma postura crítica e ao mesmo tempo construtiva em relação a isso."
 
Davidovich concluiu com uma esperança e uma certeza:"Esperamos que tudo isto ajude a convencer nossos governantes e a sociedade como a ciência pode ajudar o Brasil. Já ajudou muito - e esse PCBR faz uma avaliação do que já foi feito e aponta para o futuro, sabendo que não há futuro para um país sem um embasamento muito sólido em ciência e inovação tecnológica. Bem vindos à Reunião Magna da Academia Brasileira de Ciências."

Leia as outras matérias do ESPECIAL 2: REUNIÃO MAGNA DA ABC 2017

Sessão Científica: Um Projeto de Ciência Para o Brasil
Apresentando a proposta que está sendo desenvolvida voluntariamente por mais de 100 cientistas brasileiros em 14 grupos de estudo, a sessão da Reunião Magna da ABC 2017 reuniu quatro Acadêmicos: o diretor-presidente da Embrapii, o presidente da ABC, o diretor científico da Faperj e o secretário municipal de Desenvolvimento Sustentável, Ciência e Tecnologia de São Carlos. 

Fronteiras do Brasil: Amazônia, Mar e Atividades Espaciais
A primeira sessão científica da Reunião Magna da ABC 2017 foi coordenadapela presidente da SBPC e Acadêmica Helena Nader eos palestrantes Adalberto Val, André João Rypl, José Henrique Muelbert e Segen Estefens se sucederam nas apresentações. 

Os mistérios que rondam nosso cérebro
Sessão científica da Reunião Magna da ABC reuniu um time de neurocientistas para falar sobre o cérebro e a nossa capacidade cognitiva: os brasileiros Jorge Moll e Sérgio Ferreira e o francês Fabrice Chrétien.

Biodiversidade: uma saída para o desenvolvimento econômico do país
Na sessão científica que tratou de biodiversidade e seus desafios, os palestrantes Carlos Joly, Fábio Scarano e Jean Paul Metzger ressaltaram a importância de se integrar os estudos de biodiversidade no Brasil com estratégias de desenvolvimento econômico do país.

 

Terra, água e energia: a tríade para a sustentabilidade
Alcançar o desenvolvimento econômico e social, de forma sustentável. Este foi o desafio que orientou a fala dos especialistas da sessão científica da Reunião Magna da ABC, Mauricio Lopes, Monica Porto e Edson Watanabe.

 O valor da ciência: gasto ou investimento?
Cientistas de diferentes áreas - José Roberto Boisson, Marcos Cintra e Hugo Aguilaniu -, coordenados pelo vice-presidente da ABC João Fernando Oliveira, debateram a importância da ciência no desenvolvimento econômico do país.

Debate sobre a regulamentação do Código de C&T fecha apresentações na Reunião Magna 2017
A última sessão do evento anual da ABC discutiu pontos do código, os vetos e sua relevância e os próximos passos que deverão ser seguidos para a aprovação da lei.

 

 Leia também o ESPECIAL1: REUNIÃO MAGNA DA ABC 2017


(Elisa Oswaldo-Cruz para NABC)



Cadastre-se para receber
as Notícias da ABC:



Arquivo de notícias


 

Notícias anteriores TESTE


webTexto é um sistema online da Calepino