UFABC é classificada como a 18º melhor universidade do mundo

  • Compartilhe:

Publicado em 24/04/2017

Pensada e desenhada com base nas recomendações do grupo de estudo da Academia Brasileira de Ciências, de acordo com a publicação "Subsídios para a Reforma da Educação Superior", a Universidade Federal do ABC (UFABC), foi considerada a 18ª melhor universidade do mundo, empatada com outras cinco instituições de ensino, entre as universidades criadas após o ano 2000. A classificação faz parte do ranking Millennial Universities da Times Higher Education (THE), instituição britânica mundialmente conhecida por elaborar rankings de universidades.

A maioria das universidades classificadas no Millennial Universities é resultado da fusão de instituições existentes (15 entre 23), como ocorrido recentemente na França e na Alemanha. A UFABC, ao contrário, foi fundada em 2005 e iniciou suas atividades em 2006, a partir de um projeto pedagógico interdisciplinar inovador, que vendo sendo reconhecido internacionalmente. Esse projeto contou com o suporte de um grupo de trabalho formado por Acadêmicos da ABC. Participaram da iniciativa Alaor Silvério Chaves (UFMG), Carlos Alberto Aragão de Carvalho Filho (UFRJ), Francisco César de Sá Barreto (UFMG), Gilberto Cardoso Alves Velho (UFRJ, falecido), João Alziro Herz da Jornada (UFRGS), Luiz Bevilacqua (LNCC), Luiz Davidovich (UFRJ), Moysés Nussenzveig (UFRJ) e Ricardo Gattass (UFRJ).

O ranking Millennial Universities representa uma subcategoria do Young University Rankings 2017, onde a UFABC foi classificada na faixa entre as 150 e 200 melhores universidades do mundo, como uma das universidades novas de maior qualidade. A classificação avaliou instituições com menos de 50 anos de fundação que, segundo a THE, "começam a se transformar em fortes e estáveis instituições, com um longo futuro pela frente". Confira  aqui as melhores ranqueadas nessa classificação.

A UFABC aparece no THE Young University Rankings ao lado da Universidade do Estado de São Paulo (Unesp), as duas únicas instituições brasileiras a figurar nesse seleto grupo. Considerando a América Latina, apenas três universidades são indicadas no ranking, as duas brasileiras e uma universidade do Chile.

Para a UFABC, o resultado do ranking "é o reconhecimento público de um trabalho de alto nível, que vem sendo desenvolvido pela instituição durante os últimos dez anos por professores, alunos e técnicos administrativos. O foco na excelência que permeia o ambiente acadêmico da UFABC vem da sua gênese: um projeto pedagógico fundamentado na interdisciplinaridade, com ênfase na flexibilidade curricular e altos padrões de qualidade".

Projeto pedagógico voltado para a pesquisa interdisciplinar

A UFABC tem campi em Santo André e São Bernardo do Campo, no interior do estado de São Paulo - o chamado ABC paulista. Distante da matriz clássica das universidades brasileiras, ela é estruturada com base numa metodologia de ensino-aprendizagem voltada para a pesquisa interdisciplinar. Assim, os cursos são conduzidos por pessoas com diferentes formações, capazes de estabelecer uma conexão apropriada entre ciência e tecnologia.

A organização acadêmica da instituição se baseia em três núcleos: Centro de Ciências Naturais e Humanas; Centro de Matemática, Computação e Cognição e Centro de Engenharia, Modelagem e Ciências Sociais Aplicadas. Os alunos se matriculam na universidade, não em um centro específico. Uma vez admitido, o estudante precisa completar um mínimo de 190 créditos, divididos em três grupos de disciplinas obrigatórias, opção limitada e opção livre. Após concluir o número requerido de créditos, o aluno obtém o diploma de bacharel em Ciência e Tecnologia, estando habilitado a prosseguir os estudos rumo à graduação em engenharia, ciências da natureza, matemática ou ciência da computação.


(Ascom ABC com informações da UFABC)



Cadastre-se para receber
as Notícias da ABC:



Arquivo de notícias


 

Notícias anteriores TESTE


webTexto é um sistema online da Calepino