Simpósio e diplomação dos membros afiliados da Regional Minas & Centro-Oeste 2016-2020

  • Compartilhe:

Publicado em 14/12/2016

Mais cinco jovens cientistas da Regional Minas Gerais & Centro-Oeste passaram a integrar os quadros da Academia Brasileira de Ciências (ABC) como membros afiliados, categoria de membros criada para pesquisadores de até 40 anos. A diplomação aconteceu no final de outubro, na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), em Belo Horizonte, e foi organizada pela Acadêmica Vanessa Pinho.

O vice-presidente da Regional MG & CO, Mauro Teixeira, comentou que a diplomação de membros afiliados é um evento já tradicional muito importante para a ABC e motivo de orgulho para as famílias dos cientistas. "É interessante porque traz temas variados, desde plantas transgênicas a grafeno", disse, em referência às apresentações das pesquisas feitas pelos jovens eleitos.

O presidente da ABC, Luiz Davidovich, reforçou que os eventos de membros afiliados são simbólicos para a Academia. "A incorporação de jovens pesquisadores refresca a ABC e é boa para os jovens pesquisadores porque eles começam a ter contato com esse ambiente."

Os membros afiliados também são convocados para participar do grande projeto que a ABC está conduzindo, que reúne vários grupos de estudo: o Projeto de Ciência para o Brasil. "O governo não consegue fazer isso, então nós temos que fazer, para determinar o que a ciência pode fazer para o país nos próximos 30 anos."


Os novos afiliados Rodrygo Santos, Carolina Horta, Nicolau Cunha, Daniel Elias e Ezequiel Barbosa


O reitor da UFMG, Jaime Arturo Ramírez, elogiou a soma de esforços da ABC e da universidade em um momento crucial do país. "Admiro a postura ativa da Academia nesse período difícil de perdas", comentou, agradecendo a Davidovich, parabenizando os membros afiliados e oferecendo apoio institucional às suas pesquisas.

Em seguida, Luiz Davidovich apresentou uma palestra intitulada "O valor da ciência". Saiba mais aqui. Já o Acadêmico Evaldo Vilela (Fapemig), Lucília Regina de Souza Machado (UMA) e Fernando de Queiroz Cunha (USP Ribeirão Preto) falaram sobre o financiamento de ciência e tecnologia, o papel das ciências humanas e sociais e a importância da ciência para o desenvolvimento tecnológico. Confira aqui.

Conheça os novos membros afiliados da Regional Minas Gerais & Centro-Oeste:

Planejamento e descoberta de novos fármacos para combater doenças negligenciadas
Interesse pela proteção das populações mais pobres, frequentemente atingidas por leishmaniose, malária, esquistossomose, doença de Chagas, dengue, entre outras, foi o que mobilizou a farmacêutica Carolina Horta a seguir a profissão de pesquisadora.

Fabricando dispositivos de grafeno
 
O físico Daniel Elias se dedica a caracterizar as propriedades eletrônicas e de condução deste material e de outros que, como o grafeno, também podem ser obtidos com cristais bidimensionais.

Das palavras aos números
Ezequiel Barbosa se interessa por problemas de geometria que podem ser tratados com técnicas de análise. Ele ressalta que há muitas aplicações para essa linha de pesquisa, como, por exemplo, em Teoria de Relatividade Geral. 

Utilizando a tecnologia do DNA recombinante para sintetizar antibióticos em plantas de tabaco e microrganismos
O engenheiro agronômico Nicolau Brito da Cunha, professor da UCB, trabalha com produção de antibióticos recombinantes com o objetivo de desenvolver produtos para o combate a infecções hospitalares.

A recuperação de informação na busca por respostas
 
Formado em ciência da computação pela UFMG, Rodrygo Luis Teodoro Santos estuda os modelos matemáticos aplicados ao retorno de respostas de qualidade em máquinas de busca e sistemas de recomendação.

(Clarice Cudischevitch para NABC)



Cadastre-se para receber
as Notícias da ABC:



Arquivo de notícias


 

Notícias anteriores TESTE


webTexto é um sistema online da Calepino