Adalberto Val, Acadêmico e pesquisador do Inpa, recebe Prêmio Anísio Teixeira de Ensino Superior

  • Compartilhe:

Publicado em 24/10/2016



O Acadêmico Adalberto Luis Val, pesquisador do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa) e coordenador do Adapta, Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia (INCT) que recebe aporte da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), é o vencedor da edição de 2016 do Prêmio Anísio Teixeira de Educação Superior - uma condecoração oferecida a cada 5 anos pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

A solenidade está marcada para o próximo dia 26 de outubro, às 15h, no Palácio do Planalto, em Brasília. Para Adalberto Val, que vem trabalhando com a questão do desequilíbrio regional desde 1986, com foco na educação para o desenvolvimento sustentável e geração de renda, o prêmio é um reconhecimento do esforço realizado até aqui.

"Eu percebi que, para termos o desenvolvimento que queremos, era preciso estudar profundamente a região e isso me ajudou a contribuir com alguns cursos de pós-graduação no Inpa, na Ufam, na UEA e na UniNiltonLins. Além disso, lutei muito pela instalação das Fundações de Amparo à Pesquisa no país e ajudei a fortalecer o apoio às bolsas de iniciação científica na região. Acredito que essas contribuições levaram à indicação do meu nome ao prêmio", afirmou Adalberto.

O Prêmio homenageia personalidades brasileiras que tenham contribuído de modo relevante para o desenvolvimento da pesquisa e formação de recursos humanos no país. Instituído por meio da Portaria nº 216, de 9 de março de 1981, a honraria é uma homenagem ao educador Anísio Teixeira, personagem central na história da educação brasileira e primeiro presidente da Capes e do Instituto de Estudos e Pesquisas (Inep).

Premiação

Em sua última edição, cinco pesquisadores receberam a condecoração do Prêmio Anísio Teixeira de Educação Superior, dentre eles o estatístico-matemático Nelson Maculam Filho, membro da Academia Brasileira de Ciências e ex-reitor da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), na qual conseguiu o crescimento de 27% no número de alunos no curso de doutorado, em sua gestão.

Em 2013, foi instituído o Prêmio Anísio Teixeira de Educação Básica, para reconhecer personalidades brasileiras que tenham contribuições relevantes e sistemáticas para o desenvolvimento da educação básica e para as atividades de melhoria da qualidade da formação de professores. Em sua primeira edição, o educador Paulo Freire, considerado o patrono da educação brasileira, foi o homenageado.

Perfil

Adalberto Luís Val nasceu em Campinas, no Estado de São Paulo. É biólogo, com pós-doutorado na Universidade da Columbia Britânica, no Canadá e estuda adaptações biológicas às mudanças ambientais, tanto de origem natural quanto as causadas pelo homem.

É pesquisador do Inpa desde 1981, onde estudou análises das necessidades da Amazônia relacionadas à educação, Ciência e Tecnologia e atualmente coordena o INCT Adapta. Publicou mais de 120 trabalhos inéditos em periódicos nacionais e estrangeiros e mais de 20 capítulos de livros.

Em 2002, Adalberto Val recebeu a Comenda da Ordem Nacional do Mérito Científico e, em 2004, o Prêmio Excelência da American Fisheries Society. Foi eleito membro titular da Academia Brasileira de Ciências em 2005 e atuou como vice-presidente para a Região Norte de 2007 a 2012. Em 2006 assumiu a direção do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa) e o administrou até junho de 2014.

Adalberto recebeu, ainda, a Grande Ordem do Mérito Legislativo do Estado do Amazonas, em 2008, e em 2013 foi admitido na classe Grã Cruz da Ordem Nacional do Mérito Científico. Em 2015 recebeu o título de cidadão do Amazonas.

(Adaptado de Agência Fapeam - 20/10/2016)



Cadastre-se para receber
as Notícias da ABC:



Arquivo de notícias


 

Notícias anteriores TESTE


webTexto é um sistema online da Calepino