Acadêmico Carlos Nobre fala sobre savanização da Amazônia no Museu do Amanhã

  • Compartilhe:

Publicado em 21/09/2016

No dia 27 de setembro, às 15h30, o Museu do Amanhã receberá o climatologista Carlos Nobre, do Instituto Nacional de Pesquisa Espacial, para uma palestra sobre os riscos e consequências da savanização da Floresta Amazônica.

Lar de uma em cada dez espécies do planeta, de metade das florestas tropicais e de grande parte da água doce do planeta, a Amazônia sofre com a extração de madeira, a mineração, a agropecuária, e, agora, até mesmo pela construção de usinas hidrelétricas.

Todo este desmatamento associado ao aumento da temperatura do planeta pode transformar a Amazônia em uma savana neste século, afetando profundamente a biodiversidade e o clima do planeta.

Sobre o palestrante


Membro da Academia Brasileira e presidente dos Conselhos Diretores da Rede Brasileira de Pesquisas sobre Mudanças Climáticas (Rede CLIMA) e do Painel Brasileiro de Mudanças Climáticas de Ciências, Carlos Nobre é um dos maiores pesquisadores brasileiros dos impactos da ação humana sobre o clima do planeta.

O Museu do Amanhã fica localizado na Praça Mauá, 1, Centro, Rio de Janeiro (RJ). As inscrições podem ser feitas no site do museu, mediante cadastro.

(Adaptado de Museu do Amanhã)



Cadastre-se para receber
as Notícias da ABC:



Arquivo de notícias


 

Notícias anteriores TESTE


webTexto é um sistema online da Calepino