Instituto Moreira Salles terá debate com presidente da ABC e Prêmio Nobel

  • Compartilhe:

Publicado em 13/06/2016

No domingo, 19 de junho, às 17h, acontecerá uma conversa entre o francês Serge Haroche, prêmio Nobel de Física em 2012, e o físico brasileiro Luiz Davidovich, professor titular do Instituto de Física da UFRJ e presidente da Academia Brasileira de Ciências (ABC), com mediação de Bernardo Esteves, repórter da revista piauí. O debate, uma parceria entre o IMS e a ABC, ocorrerá no cinema do IMS-RJ após a exibição do filme Copenhagen, de Howard Davies. Os dois físicos se conhecem desde os anos 1980 e estabeleceram uma relação de amizade e parceria profissional.

Serge Haroche foi condecorado, junto com o pesquisador norte-americano David Wineland, com o Nobel de Física em 2012 pelo desenvolvimento de inovadores métodos experimentais que permitem a medição e a manipulação de partículas quânticas individuais. A pesquisa explora o campo de óptica quântica, que lida com a interação entre luz e matéria. O físico nasceu em Casablanca, Marrocos, em 1944. Estudou na Escola Normal Superior de Paris (ENS), na qual ingressou posteriormente como pesquisador. É professor na École Polytechnique e na Universidade Pierre e Marie Curie. Em 2001, foi nomeado professor do Collège de France, da disciplina de física quântica. É membro da Academia de Ciências da França, da Academia Europeia de Ciências e membro associado da Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos. Realizou diversos experimentos envolvendo a interação de átomos com fótons, que demonstraram propriedades sutis do mundo quântico. 

Luiz Davidovich é professor titular do Instituto de Física da Universidade Federal do Rio de Janeiro, especializado em óptica quântica, ramo da física que investiga a interação da luz com a matéria na escala do infinitamente pequeno, e em informação quântica, que investiga como a física quântica pode ajudar na transmissão de informação, nas medidas de precisão e na computação. Davidovich graduou-se em física em 1968 pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro e obteve seu doutorado em 1976 pela Universidade de Rochester, nos Estados Unidos, sob a orientação de Herch Moysés Nussenzveig. É presidente da Academia Brasileira de Ciências e membro da Academia Mundial de Ciências para o Progresso da Ciência em Países em Desenvolvimento (TWAS) e da Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos. Foi agraciado com a Grã-Cruz da Ordem Nacional do Mérito Científico em 2000, com o Prêmio TWAS de Física em 2001, com o Prêmio Álvaro Alberto (CNPq) - o mais importante da ciência brasileira - e a Medalha Tamandaré (Marinha do Brasil), em 2010. É fellow da Sociedade Americana de Óptica.
 
Copenhagen (2002) é uma adaptação homônima da peça de Michael Frayn, baseada no histórico encontro, em 1941, entre Niels Bohr e Werner Heisenberg, físicos cuja parceira ajudaria a estabelecer as bases teóricas para a construção da bomba atômica. Com o estouro da Segunda Guerra Mundial, os dois passaram a ocupar lados opostos do conflito.

Os ingressos custam 8 reais (inteira) e 4 reais (meia-entrada) e podem ser adquiridos na recepção do IMS ou pelo site www.ingresso.com.

Serviço
Exibição do filme Copenhagen, seguida de conversa entre os físicos Serge Haroche e Luiz Davidovich, com mediação de Bernardo Esteves.
Domingo, 19/6
Às 17h

INGRESSOS
R$ 8 (inteira) e R$ 4 (meia)
 
Ingressos disponíveis também em www.ingresso.com
Disponibilidade de ingressos sujeita à lotação da sala.
 
Instituto Moreira Salles
Rua Marquês de São Vicente, 476
Gávea - Rio de Janeiro - RJ
21 3284 7400
www.ims.com.br


Informações para a imprensa
IMS
Bárbara Giacomet de Aguiar - (11) 3371-4490
barbara.aguiar@ims.com.br
Lana Ohtani Spolle - (11) 3371-4424
comunicação@ims.com.br

(IMS)



Cadastre-se para receber
as Notícias da ABC:



Arquivo de notícias


 

Notícias anteriores TESTE


webTexto é um sistema online da Calepino