Simpósio sobre Recursos Minerais no Brasil: problemas e desafios

Compreendendo que a exploração de recursos minerais requer uma utilização maciça do conhecimento científico que se tem do subsolo e da gênese dos depósitos minerais, e procurando desenhar cenários sobre a futura demanda desses recursos minerais, inclusive os energéticos, a ABC decidiu organizar o simpósio "Recursos Minerais no Brasil: Problemas e Desafios". A iniciativa - além de evidenciar a preocupação da Academia com os gargalos e desafios da política, da pesquisa e da exploração mineral no Brasil - tem por objetivo lançar as bases para um olhar mais atento da ABC em relação ao setor mineral brasileiro.

O evento realizou-se na sede da ABC, no Rio de Janeiro, nos dias 13 e 14 de agosto de 2013.

A dinâmica

O simpósio foi dividido em quatro sessões, cada uma contando com duas apresentações, seguidas de intervenções de especialistas de alto nível, especialmente convidados para atuarem como debatedores. Após cada bloco de exposição e intervenções dos debatedores, houve uma breve discussão plenária.

Sessão I - O Brasil no mundo mineral
Coordenação: Diogenes de Almeida Campos 

Atualmente, a política mineral brasileira se encontra voltada para exportação de commodities, em detrimento da construção de uma indústria nacional baseada em matéria-prima de origem mineral. Nesta sessão foram analisados tópicos relacionados à posição brasileira no que se refere à economia mineral: minerais estratégicos (terras raras e fertilizantes), política mineral e industrial, mercado interno, exportação e importação, transporte. Foram discutidas também as instituições de governo e as empresas de mineração, à luz dos marcos regulatórios e dos investimentos no setor.

Sessão II - Potencial mineral do Brasil
Coordenação: Aroldo Misi

O Brasil, embora tenha grande quantidade de bens minerais, depende ainda da importação de muitos outros. Nesta sessão foram caracterizados os recursos existentes e potenciais, bem como as descobertas recentes e o papel do governo e das empresas na busca de reservas estratégicas. Além disso, tendo em vista que os processos metalogenéticos são de grande complexidade, foi discutido o papel da Ciência e de que forma poderia ela contribuir na exploração mineral.

Sessão III - Recursos energéticos de origem mineral
Coordenação: Umberto Cordani

Nesta sessão foram descritos os diferentes usos de produtos da mineração, utilizados como recursos energéticos no Brasil, considerando especialmente os aspectos econômicos e ambientais. Foi dada ênfase na caracterização da importância relativa de combustíveis fósseis (petróleo, carvão e gás) e nucleares (urânio), bem como a sua participação na matriz energética brasileira e possíveis desdobramentos futuros.

Sessão IV - Brasil mineral, visão de futuro
Coordenação: Adolpho Melfi

Nesta sessão os recursos minerais brasileiros foram discutidos em termos de sua importância no planejamento nacional, tanto na atualidade como no futuro. A discussão, holística, levou em conta as necessidades do país para uma situação de desenvolvimento sustentável, considerando os aspectos ambientais e sociais.

Confira aqui o programa do evento e o Perfil dos palestrantes.
     





webTexto é um sistema online da Calepino