Português > Notícias > TWAS anuncia os vencedores do prêmio de 2018


PRÊMIOS E HOMENAGENS

TWAS anuncia os vencedores do prêmio de 2018

  • Compartilhe:

Publicado em 20/12/2017

A Academia de Ciências dos Países em Desenvolvimento (TWAS) divulgou a lista dos premiados do ano de 2018. Entre os 12 vencedores, há dois brasileiros: Luisa Lina Villa  e Daniel Mario Ugarte . Cada ganhador receberá um prêmio no valor de US$ 15 mil. Eles vão apresentar suas pesquisas na Reunião Geral da TWAS, em 2018.

A TWAS selecionou pesquisadores de nove áreas: ciências agrícolas, biologia, química, ciências da terra, ciências da engenharia, matemática, ciência médicas, física e ciências sociais. Dos 12 vencedores, quatro são mulheres. A Argentina teve um cientista vencedor; o Brasil, dois; a China, três; a Índia, dois; o Quênia, um; o México, um; a África do Sul, um; e a Turquia, um.

Do Brasil, a vencedora da categoria Biologia foi a membro titular da ABC Luisa Lina Villa. Ela foi escolhida pela sua impressionante contribuição à prevenção de infecção pelo papilovirus humano (HPV) em mulheres e homens através do desenvolvimento de vacinas para o HPV e rastreamento de câncer cervical no Brasil.

Graduada em Ciências Biológicas pela Universidade de São Paulo e doutora em Ciências (Bioquímica) pelo Instituto de Química da USP, Luisa é docente do Departamento de Radiologia e Oncologia da Faculdade de Medicina da USP, sendo chefe do laboratório de Biologia Molecular do Centro de Investigação Translacional em Oncologia do ICESP. Em 2013, obteve o título de Professor Livre Docente junto ao Departamento de Radiologia e Oncologia (área de Oncologia Básica) da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP).

Na categoria Física, o brasileiro e também membro titular da ABC Daniel Mario Ugarte foi o pesquisador ganhador do prêmio TWAS 2018. Ele foi escolhido em função de seu trabalho pioneiro em caracterização eletrônica e nanossistemas de propriedades estruturais, incluindo contribuições para o estudo de nanoestruturas de carbono e fios metálicos de tamanho atômico.

Graduado em Física pela Universidad Nacional de Cordoba, Argentina, e doutor em Física pela Universite de Paris XI, França, Ugarte é Professor Titular do Instituto de Física Gleb Wataghin  da Universidade Estadual de Campinas.

Conheça os outros ganhadores e suas linhas de pesquisa:

Ciências Agrícolas
Zhang Dabing, da China, pela sua contribuição fundamental ao conhecimento dos mecanismos moleculares, especificamente, morfogênese de inflorescência, flores e anteras em plantas altas, especialmente no arroz.

Química
Thalappil Pradeep, da Índia, por sua descoberta de novos nanomateriais e desenvolvimento de produtos com esta base, levando a aplicações que contribuem para um meio ambiente limpo e dispositivos ultrassensíveis.

Ciências da Terra, do espaço e Astronomia
Zhao Guochun, da China, por sua contribuição para o entendimento das colisões tectônicas continentais na pré-história da Terra e a formação do supercontinente Columbia, há 1,8 bilhões de anos.

Alejandro Raga, do México, pela excelente contribuição à compressão teórica do fluxo de estrelas jovens e a formação de estrelas, no geral.

Ciências da engenharia
Sanghamitra Bandyopadhyay, da Índia, pela valiosa contribuição à biologia computacional, otimização multiobjetiva e classificação de algoritmo de base genética e técnicas de agregação.

Matemática
Ricardo Guillermo Durán, da Argentina, pela sua contribuição ao desenvolvimento e entendimento de misturas e métodos não conformes de elementos finitos para equações diferenciais parciais.

Ciências médicas
Lynn Morris, da África do Sul, por seus estudos pioneiros de resposta de anticorpos neutralizantes para infecção por HIV, que gerou conhecimentos fundamentos para o desenvolvimento de vacinas para HIV.

Seza Õzen, da Turquia, pela sua contribuição para o entendimento de doenças autoinflamatórias e Febre Familiar do Mediterrâneo.

Ciências sociais
Alex Chika Ezeh, do Quênia, por seus estudos de grande importância demográfica da população, saúde e educação africana, e que geraram contribuições essenciais para sua sustentabilidade e desenvolvimento.

Liu Yansui, da China, por sua contribuição para políticas governamentais para o densenvolvimento rural através da inovação em terras de plantação e estratégias de diminuição da pobreza na China.


(TWAS, com tradução da Ascom ABC, 20/12/2017)



webTexto é um sistema online da Calepino