Português > Notícias > Mistérios da matemática: Acadêmico Marcelo Viana participa de série do (...)


CIÊNCIA NA MÍDIA

Mistérios da matemática: Acadêmico Marcelo Viana participa de série do JN

  • Compartilhe:

Publicado em 17/11/2017

O Acadêmico Marcelo Viana em episódio da série que foi ao ar no Jornal Nacional.

Desde a música até a arquitetura dos pontos turísticos de nosso país. A matemática está presente em cada momento de nosso dia-a-dia e por vezes não nos damos conta de sua importância. A nova série do Jornal Nacional (JN) mostra, com a ajuda do Acadêmico e diretor do Instituto de Matemática Pura e Aplicada (Impa) Marcelo Viana, onde essa complexa ciência pode estar escondida e explica algumas de suas curiosidades.

No primeiro episódio da série, Marcelo Viana usou uma apresentação de um quarteto musical para representar frações. O matemático explicou como a divisão de um mesmo compasso transforma o ritmo. A forma como as cordas de um instrumento vibra emitindo um som, que se modifica dependendo do ponto da corda que é tocado com os dedos, foi descoberta do matemático Pitágoras há cerca de 2.500 anos. “Quando você está com a corda completa, você tem uma nota com uma certa frequência. Na hora que você bota o seu dedo, o efeito é que a corda fica com a metade do comprimento, aí a frequência é o dobro”, explicou.

No episódio seguinte, Viana usa como o exemplo o bondinho do Pão-de-Açúcar, no Rio de Janeiro. Ele explica que a subida dele ao longo do morro só é possível graças à catenária, curva plana que permite a locomoção sem que o cabo que sustenta o bonde se quebre.

Além do famoso ponto turístico carioca, o arquiteto Miguel Pinto Guimarães, também entrevistado pelo JN, lembrou como foram pensadas as tradicionais ocas indígenas. Segundo ele, a curva que forma a moradia é a mesma da Catedral de Florença. “É intuitivo, porque é observação da natureza e a natureza é matemática”, concluiu Guimarães.

Para Viana, a matemática serve não apenas para explicar a beleza contida na natureza ou nas criações humanas, mas também para fabricar essas formas. “A matemática é a porta de entrada para beleza, para que nós possamos nos aperceber de tudo o que é lindo que está à nossa volta”, declarou o matemático.

Veja a matéria completa do primeiro episódio: notas musicais são números em movimento; e do segundo: antes da chegada dos europeus ao Brasil, índios já sabiam matemática.

Confira aqui a atualização sobre os próximos episódios que serão veiculados.


(Ascom com informações do Jornal Nacional)



webTexto é um sistema online da Calepino