Português > Notícias > Manifesto da ABC e SBPC em defesa de Carlini recebe apoio de 40 sociedades (...)


"SOMOS TODOS CARLINI"

Manifesto da ABC e SBPC em defesa de Carlini recebe apoio de 40 sociedades científicas

  • Compartilhe:

Publicado em 26/02/2018

Quarenta sociedades científicas de todo o País declararam apoio ao manifesto da Academia Brasileira de Ciências (ABC) e da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) e da divulgado na sexta-feira, 23 de fevereiro, em defesa do professor emérito da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e membro titular da ABC Elisaldo Luiz de Araújo Carlini . Aos 88 anos de idade, 62 anos dedicados à pesquisa, e com mais de 12 mil citações de seus trabalhos em artigos científicos de todo o mundo, o professor foi chamado pela polícia de São Paulo na quarta-feira, 21 fevereiro, para prestar depoimento sob a alegação de fazer apologia ao uso de drogas.

As entidades repudiam com veemência o fato de o pesquisador ser alvo de um inquérito por organizar um simpósio sobre o uso terapêutico da maconha, em maio de 2017. No manifesto, elas ressaltam Carlini é um cientista premiado internacionalmente e enumeram que o professor é membro titular da ABC, diretor do Centro Brasileiro de Informações sobre Drogas Psicotrópicas (Cebrid), primeiro representante da SBPC no Conselho Nacional de Políticas sobre Drogas (Conad) e foi, inclusive, condecorado pela Presidência da República. “Dr. Carlini continua sendo o mais respeitado cientista brasileiro com atuação na área de drogas”, afirmam.

Segundo destacam, Elisaldo Carlini desenvolveu ainda na década de 1970 pesquisas pioneiras que caracterizaram a ação anti-convulsivante da maconha, e suas descobertas permitiram a formulação de medicamentos utilizados em diversos países para tratar, eficazmente, doenças como epilepsia e esclerose múltipla. “Acusar o Dr. Carlini de apologia às drogas equivale a criminalizar a inteligência e o conhecimento técnico-científico”, afirmaram a SBPC e a ABC, no manifesto que, desde sua publicação, vem recebendo apoio massivo de entidades científicas por todo o País.

A Unifesp também saiu imediatamente em defesa de seu professor emérito, e divulgou uma nota na sexta-feira, reforçando o seu apoio ao profissional. O documento pontua que o caso de Carlini vem à tona em um momento de séria crise nacional nas universidades públicas, que ameaça o desenvolvimento de importantes pesquisas e a formação de profissionais qualificados, além de projetos sociais. “Sendo assim, torna-se ainda mais importante defender a vida e a obra do professor Elisaldo Carlini. Também é fundamental defender a importância do desenvolvimento científico, sem o qual não se pode conquistar a evolução para a condição humana”, afirmam os representantes da Universidade.

A intimação policial ao renomado pesquisador, bem como as manifestações das entidades cientificas, repercutiu em toda a imprensa nacional e veículos internacionais. O portal latino-americano SciDevNet destacou ainda como o caso de Carlini demonstra o atraso do Brasil em relação ao mundo e, inclusive, seus vizinhos. O artigo lembra que na América Latina 12 países já descriminalizam a maconha: Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador, Jamaica, México, Paraguai, Peru, Porto Rico e Uruguai.

Confira a nota de repúdio publicada pela ABC e SBPC e a repercussão na mídia

Veja as sociedades que apoiam o manifesto em defesa do professor Elisaldo Carlini:

Associação Brasileira de Ciência Ecológica e Conservação (ABECO)
Associação Brasileira de Ciências Farmacêuticas (ABCF)
Associação Brasileira de Educação a Distância (ABED)
Associação Brasileira de Ensino Odontológico (ABENO)
Associação Brasileira de Estudos Sociais das Ciências e das Tecnologias (Esocite.Br)
Associação Brasileira de Etnomusicologia (ABET)
Associação Brasileira de Física Médica (ABFM)
Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Artes Cênicas (ABRACE)
Associação Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências (ABRAPEC)
Associação Brasileira de Química (ABQ)
Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Psicologia (ANPEPP)
Associação Nacional de Pós-Graduandos (ANPG)
Associação Nacional dos Programas de Pós-Graduação em Comunicação (Compós)
Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO)
Federação Brasileira das Associações Científicas e Acadêmicas de Comunicação (Socicom)
Sociedade Astronômica Brasileira (SAB)
Sociedade Brasileira de Catálise (SBCat)
Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos (SBCTA)
Sociedade Brasileira de Computação (SBC)
Sociedade Brasileira de Educação Matemática (SBEM)
Sociedade Brasileira de Eletromagnetismo (SBMag)
Sociedade Brasileira de Farmacognosia (SBFgnosia)
Sociedade Brasileira de Física (SBF)
Sociedade Brasileira de Fisiologia (SBFis)
Sociedade Brasileira de Fisiologia Vegetal (SBFV)
Sociedade Brasileira de História da Ciência (SBHC)
Sociedade Brasileira de História da Educação (SBHE)
Sociedade Brasileira de Ictiologia (SBI)
Sociedade Brasileira de Imunologia (SBI)
Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (SBMT)
Sociedade Brasileira de Melhoramento de Plantas (SBMP)
Sociedade Brasileira de Microeletrônica (SBMICRO)
Sociedade Brasileira de Micro-ondas e Optoeletrônica (SBMO)
Sociedade Brasileira de Paleontologia (SBP-Paleontologia)
Sociedade Brasileira de Parasitologia (SBP)
Sociedade Brasileira de Protozoologia (SBPz)
Sociedade Brasileira de Química (SBQ)
Sociedade Brasileira de Sociologia (SBS)
Sociedade Brasileira de Telecomunicações (SBrT)
Sociedade Brasileira de Toxinologia (SBTx)


(Ascom ABC, com informações da SBPC)



webTexto é um sistema online da Calepino