Página inicial > Membros > Acadêmicos > Iain Le May


Iain Le May (LE MAY, I)

Ciências da Engenharia
Membro Correspondente
Ingresso em 30 de mai de 2007
E-mail

O Dr. Iain Le May  foi educado na Escócia na Larchfield School, Helensburgh, e na Glasgow Academy antes de freqüentar a Universidade de Glasgow e o Royal College of Science and Technology (atual Universidade de Strathclyde). Trabalhou durante suas férias universitárias e depois de formado na indústria pesada com a North British Locomotive Company, em Glasgow, antes de entrar para a Faculdade de Engenharia Mecânica da Universidade de Glasgow. Suas pesquisas ali relacionaram-se à geração de vapor em alta temperatura (supercrítica) e sobre os efeitos de tais condições em materiais. Mudou-se subseqüentemente para o Canadá, em 1963, ingressando na Universidade de Saskatchewan, onde foi responsável de 1963 a 1985 pelo ensino e pesquisa de metalurgia e materiais no Departamento de Engenharia Mecânica. Durante esse tempo, além de dirigir um ativo programa de pesquisa, ele publicou Principles of Mechanical Metallurgy (Elsevier, 1981) and Copper in Iron and Steel (Wiley, 1982), sendo o último em co-autoria com o Dr. L. McD. Schetky. Em 1970, o Dr. Le May passou algum tempo no Brasil, sob os auspícios do Conselho Nacional de Pesquisas do Canadá e do CNPq, no então Instituto de Energia Atômica em São Paulo, iniciando um longo e contínuo relacionamento com o Brasil. Em 1975-76, enquanto estava de licença da Universidade de Saskatchewan, atuou como Consultor Técnico da Nuclebrás no Rio de Janeiro. Nos anos recentes, o Dr. Le May tem prestado serviços como um professor colaborador na COPPE no Programa de Engenharia Metalúrgica e de Materiais, co-supervisionando estudantes e proferindo palestras de vez em quando. Tem também cooperado com o pessoal da CEPEL, dando parecer sobre avaliação de danos e sobrevida de usinas termelétricas. O Dr. Le May tem tido grande atuação em atividades interamericanas por muitos anos, incluindo o desenvolvimento de um programa de cooperação (PROMAI) que trata da avaliação da vida e da sobrevida de usinas e de unidades petroquímicas, tendo sido inicialmente patrocinado nessa atividade pelo Canadian International Development Research Centre, de Ottawa. O Dr. Le May tem sido homenageado por inúmeras sociedades técnicas nas quais tem participado ativamente, tendo sido eleito Membro da ASM International, em 1977 "por realizações na metalurgia física e mecânica e pela pesquisa em aços HSLA que levaram ao desenvolvimento de materiais e processos para aplicações em oleodutos árticos", eleito Membro da ASME em 2000 e, Membro da Royal Society of Arts, Londres (FRSA), em 2002. Pelo lado da consultoria, o Dr. Le May tem representado sua companhia de consultoria em muitos problemas industriais e na análise de fracassos, e tem também, em muitas ocasiões, apresentado provas em processos judiciais na qualidade de perito.




webTexto é um sistema online da Calepino