Reuniões

Simpósio Produção de Vacinas no Brasil: Problemas, Perspectivas e Desafios Estratégicos

O Brasil, atualmente, é uma das maiores referências mundiais na produção de vacinas, sendo um dos países que mais distribuem este produto gratuitamente. Além de oferecer 25 tipos de vacinas - cerca de 95% destas de produção nacional - para sua população, o Brasil ainda exporta vacinas para mais de 70 países, com destaque para África.

A vacinologia é uma disciplina cuja abrangência vai desde os fundamentos imunológicos de identificação de antígenos protetores até a análise de processos de produção, distribuição e controle de qualidade de vacinas. Apesar dos êxitos alcançados pelo Brasil nesta disciplina, ainda existem problemas e dificuldades a serem superados.

Diante deste cenário, a Academia Brasileira de Ciências, através de seu Grupo de Estudos sobre Imunobiológicos e Indústria, promoveu em sua sede, nos dias 16 e 17 de dezembro, o Simpósio "Produção de Vacinas no Brasil: Problemas, Perspectivas e Desafios Estratégicos". O principal objetivo do encontro, organizado em parceria com a Academia Nacional de Medicina, foi discutir problemas relacionados à produção nacional de vacinas, com ênfase na geração de novos produtos vacinais, no aperfeiçoamento dos já existentes e no estabelecimento de estratégias para a avaliação de seus mecanismos de ação e eficácia vacinal.

O Simpósio contou com a participação de pesquisadores de importantes instituições da área, como a Fiocruz e o Instituto Butantan, além de representantes do Ministério da Saúde e de especialistas de grandes universidades brasileiras.




webTexto é um sistema online da Calepino