A Vice-Presidência Regional para Minas & Centro-Oeste da ABC indicou para o período 2010-2014 apenas dois jovens cientistas de excelência para a categoria de Membros Afiliados da ABC: a imunologista Fabiana Simão Machado e o matemático Marcelo Fernandes Furtado. Ambos receberam seus diplomas e apresentaram suas pesquisas à comunidade científica no Simpósio de Jovens Cientistas realizado no dia 16 de abril, na Universidade de Brasília (UnB).

Como o vice-presidente regional da ABC Francisco César de Sá Barreto não pode comparecer, o evento foi conduzido pelo presidente da Academia, Jacob Palis, que também compartilhou o conhecimento gerado em seus trabalhos, e pela Acadêmica Keti Tenenblat, coordenadora da pós-graduação da Universidade.

A expectativa pela apresentação “Uma perspectiva global para os sistemas dinâmicos: questões em aberto”, realizada pelo matemático Jacob Palis, atraiu muitos estudantes do Departamento de Matemática da UnB e lotou o Auditório. Palis abordou um dos problemas mais desafiadores e centrais dos sistemas dinâmicos: os fluxos, difeomorfismos, ou transformações, definidos em um modelo fechado.

O Acadêmico Elibio Rech, pesquisador da Embrapa, apresentou sua pesquisa intitulada “DNA recombinante: opção sustentável para duplicar a produção de moléculas e alimentos até 2030”. Com tema de relevância e atualidade indubitáveis, a pesquisa busca a redução da degradação ambiental associada a um impacto no sistema agrário que supra a demanda especulada para 2030. Para isso, vêm sendo desenvolvidos projetos na área de produção de soja e de fármacos para plantas. Graças à tecnologia do DNA recombinante, Rech estima que é possível reduzir o CO2 assim como o desgaste dos solos, garantindo a sustentabilidade do sistema produtivo.

A palestra seguinte foi da médica veterinária com doutorado em Biologia Molecular Carolina Lucci, Membro Afiliado da ABC desde 2009, que falou sobre “A reprodução assistida e os folículos ovarianos pré-antrais”, técnica que tem ajudado a no atendimento a meninas ou mulheres que tenham problemas de maternidade. Vários estudos vêm sendo conduzidos na tentativa de cultivar esses folículos in vitro até o estágio em que os ovócitos possam ser destinados à fertilização para a produção de embriões. A aplicação em animais também permite o melhoramento genético e a conversão de material genético de espécies ameaçadas de extinção.

O biólogo e Afiliado Luciano Paulino da Silva, pesquisador da Embrapa, expôs seu estudo “Aplicações nanobiotecnológicas para subprodutos das cadeias produtivas animal e vegetal”. Demonstrou que a investigação das propriedades nanométricas de materiais biológicos oriundos dessas cadeias e sua reorganização sob a forma de novas estruturas têm fornecido informações inovadoras essenciais para o desenvolvimento de novos produtos e processos.

José Alexander Araújo, do Departamento de Engenharia Mecânica da UnB e Membro Afiliado da ABC há três anos, deu seguimento às apresentações. Seu trabalho “Fadiga de Componentes e Materiais de Engenharia” explicou que a fadiga é um tipo de dano material permanente, progressivo e irreversível provocado por solicitações oscilatórias e que se for desprezada pode levar a danos catastróficos, inclusive à perda de vidas humanas. Seu trabalho envolve a modelagem, a simulação numérica e a experimentação do problema, tendo como fim contribuir na criação de novas ferramentas de projeto e no melhoramento da durabilidade estrutural de componentes mecânicos.

Em seguida, a “Existência de soluções para equações de Schrödinger não lineares” foi apresentada pelo novo Membro Afiliado, Doutor pela Unicamp e Professor Adjunto da UnB Marcelo Furtado. Ele expôs alguns resultados para soluções de equações de Schrödinger não lineares. Diversos tipos de potenciais foram considerados e a forma com que a natureza dos seus pontos críticos afeta o comportamento das soluções foi mostrado.

O Membro Titular da ABC, Ennio Marques Palmeira, do Departamento de Engenharia Civil e Ambiental da UnB, tratou da “Utilização de materiais avançados e materiais alternativos em obras de proteção ao meio ambiente”. Levando em conta a urgência da preservação ambiental, Palmeira, que vem dirigindo estudos há cerca de 20 anos na UnB, revelou a preocupação com o desenvolver materiais sintéticos e alternativos, com o fim de mitigar os impactos em obras geotécnicas.

A palestra seguinte teve como título “Micro-análise isotópica: uma nova ferramenta de investigação geológica no Brasil”. Márcio Pimentel, Membro Titular da ABC, Professor Adjunto e Chefe do Departamento de Geologia Geral e Aplicada da UnB, a apresentou buscando demonstrar a importância de tais análises como ferramenta de estudo da natureza da crosta terrestre e sua evolução. Tal estudo, segundo ele, é fundamental para a compreensão da história geológica e da compartimentação tectônica de toda a região.

A Afiliada Fabiana Simão Machado foi a última a se apresentar. Biomédica com doutorado em Imunologia, ela falou da “Resolução da resposta imune por Lipoxinas”. Foi demonstrado que o mediador lipídico antiinflamatório derivado das lipoxinas exerce importante papel biológico ao revigorar a resposta imune contra diferentes patógenos, como o Trypanosoma cruzi e o Mycobacterium tuberculosis, entre outros. Tais estudos sugerem um novo alvo molecular para o desenvolvimento de drogas contra doenças marcadas por respostas inflamatórias desreguladas.

Veja a seguir o perfil dos dois novos Membros Afiliados da Academia Brasileira de Ciências para o período de 2010 a 2014.